Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

SEMANA UNIVERSITÁRIA UnB 2014

Imagem
SEMANA UNIVERSITÁRIA UnB 2014 PROJETO KALINKA - Ciganos na minha escola: Uma história invisível Brasília - DF, 3 a 7 de Novembro de 2014 Universidade de Brasília (UnB) A Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil) com o apoio do Decanato de Extensão da Universidade de Brasília (DEX/UnB) e da UnBTV realizará   na Semana Universitária 2014 o Projeto Kalinka com atividades educativas, culturais, direitos humanos e justiça com o objetivo de contribuir para o conhecimento das expressões culturais dos Povos Ciganos do Brasil. Participe de nossas atividades: - OFICINA PROJETO KALINKA - Danças Ciganas: Saúde, Cultura e Cidadania; - GRUPO SARA KALÍ - ESPETÁCULO DE DANÇAS CIGANAS: Amé Le Rrom; - CONFERÊNCIA - Os Direitos Fundamentais dos Povos Ciganos do Brasil; - EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA - Brasil Cigano; - FILMES DOCUMENTÁRIOS - Ciganos: Minha pátria é onde estão os meus pés, e Bodas Ciganas. As inscrições são gratuit

FATOS IMPORTANTES

Imagem
Prezados, Durante os messes de Julho à Setembro de 2014, a AMSK participou de várias atividades de grande relevância nacional para o avanço da pauta cigana. A construção dessa identidade é bastante distorcida pela enorme influencia de estereótipo que ainda são praticados e usados no Brasil, assim sendo, sempre vale o esforço para tentar ajudar sempre que nos é solicitado. E mais uma vez, o sucesso do Projeto Kalinka. O FREPOP aconteceu em Lagarto/SE, entre os dias 22 à 25 de julho de 2014. Realmente foi imensamente prazeroso para a AMSK levar a Oficina do Projeto Kalinka, foram mais de 70 participantes e durou aproximadamente 2hs.  A troca de informação sempre proporciona um salutar engajamento com outros estados e com outras realidades do cotidiano. Assim sendo, rompemos mais uma construção, seguindo o trabalho de participação do Grupo de Alagoas, no qual ressaltamos a participação de Anne Kellen e Ruiter em edições anteriores.

COMPIER DE ESTEIO ABRE ELEIÇÕES.

Imagem
O Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Étnico Racial (Compier) de Esteio abriu edital para a realização de eleição para a escolha de representantes. As inscrições serão realizadas na Casa dos Conselhos (Rua Engenheiro Henner de Souza Nunes, 150) até a próxima sexta-feira (31), das 12h30min às 18h.  Poderão concorrer à função de conselheiro, representantes dos segmentos Negro, Cigano, de Carnaval, da Capoeira e de Povo de Terreiro de Matriz Africana. Todos os interessados em fazer parte do Compier precisam ser cidadãos residentes em Esteio e estar em pleno exercício de suas funções civis. O mandato dos conselheiros será de dois anos. Para realizar a inscrição, o candidato ou representante da entidade, obrigatoriamente, deverá apresentar carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e ofício da entidade que representa ou declaração individual. A votação vai ocorrer no dia 6 de novembro, às 19h, na sala de reuniões da Casa dos Conselho

PELO QUE VOTAMOS

Imagem
Prezados leitores e leitoras; Diante dos últimos acontecimentos na política do nosso país, decidimos tornar público nosso voto; poderíamos citar várias questões, mas seremos breves; Votamos pela Saúde popular, Votamos pela educação popular, Votamos pela participação social; Votamos para que os índices nacionais, continuem retirando o Brasil de listas vergonhosas da ONU - como a da miséria, votamos para que o Brasil se torne de fato um país menos racista, que encare de frente seus maiores problemas e não jogue a sujeira pra debaixo do tapete, como fez anos seguidos, especialmente após a ditadura militar. Precisamos acreditar e acreditamos de fato, que quando uma presidenta aponta 71% dos votos para a região mais pobre do país, ela deixa de lado a margem mais obscura que um líder de estado pode ter: “não enxergar”. Temos acompanhado como ouvintes e como sociedade civil, todos os trabalhos na área de saúde e educação e podemos hoje vir aqui e d

EDUCAÇÃO CIGANA NO PARANÁ - QUANDO A UTOPIA SE TORNA REALIDADE

Imagem
“A NOSSA MÃO PODE SER LIDA POR UMA CIGANA, MAS O FUTURO DOS CIGANOS PASSAM POR NOSSAS MÃOS.” (Claudio Iovanovitchi) 26/09/2013 A todos e a todas, que costumam acompanhar nosso blog, hoje trazemos uma notícia e tanto. Para além do burburinho, as coisas podem andar. Com compreensão, carinho e atenção. CONSTRUIR, ESSA É A PALAVRA CHAVE.   Desde 2012, a APRECI do Paraná e a AMSK/Brasil, vem dialogando em torno da EDUCAÇÃO voltada aos ciganos e ciganas, os brasileiros de etnia romani. Em 2013, a Secretaria de Estado da Educação/PR, em especial o Departamento da Diversidade, abriu as portas, escutou e dividiu conosco os sonhos, as dificuldades e agora, em 2014 a alegria de ver a implementação funcionando. Sem pessoas como Marli Peron, Denize Carvalho e o Keneth, nossa luta provavelmente ainda estaria engavetada. Sem profissionais como a Prof.ª Gilce Primak Niquetti, nossa estrada seria mais difícil. O Paraná sai na frente, dando exemplo, de que uma equipe pequena, se

UMA KALIN LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES.

Imagem
Nasceu o primeiro artigo cientifico na área  jurídica  criminal sobre o racismo contra os ciganos do Rio Grande do norte no início de junho/2014. Uma kalin de rancho, provando que é possivel romper as barreiras do racismo, da ignorância e da perseguição. Parabéns Adriana, que Baron Duvel a proteja nessa caminhada.    Será ré-apresentado no XVI CONGRESSO  JURÍDICO CIENTÍFICO da Universidade Potiguar - Unidade Roberto Freire, sendo o único até aqui notificado pela LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES.      Nos sentimos honradas como mulheres e descendentes em ver outra  mulher, cigana, liderança de rancho e futura advogada, lutando e contribuindo  positivamente na área jurídica  para o reconhecimento do seu povo perante a sociedade.   Parabenizamos e ficamos no aguardo, contando em disponibilizar o material no banco de dados, estudos e pesquisa da amsk.org.      Feliz em informar mais uma vitória, AMSK/Brasil  

OS CIGANOS DE UBERLANDIA E A QUESTÃO DE SUAS CRIANÇAS NA ESCOLA

POSSIBILIDADES E CONTRIBUIÇÕES DA GEOGRAFIA ESCOLAR PARA O POVO CIGANO A Geografia escolar na Escola Comum A Geografia Escolar sempre foi motivo de preocupação para quem esteve ou pretendeu se manter no poder. Nesse sentido, cabe dizer que, por meio dos processos pedagógicos e de ensino de Geografia, possibilita-se ao estudante uma visão ampla de todo o contexto, seja de uma sociedade ou de qualquer espaço habitável ou não, uma vez que essa disciplina estuda os aspectos físicos, políticos, sociais, entre outros, possibilitando uma visão critica e detalhada do espaço em análise. Fazendo um panorama em algumas obras, mesmo que não cientificas, como é o caso d“A Arte da da Guerra”, de Sun Tzu, sobre as grandes batalhas empreendidas pelos imperadores chineses da época e seus oponentes, percebemos que estes utilizavam um fator importante e muito restrito a poucos: além de conhecer, por meio de informantes, um pouco do inimigo e sua táticas, conheciam o local em que se ocorr