Pular para o conteúdo principal

Postagens

LA SEGURIDAD SOCIAL ESPAÑOLA CARGA DE NUEVO CONTRA EL MATRIMONIO GITANO

LA SEGURIDAD SOCIAL ESPAÑOLA CARGA DE NUEVO CONTRA EL MATRIMONIO GITANOEsta mañana (hoy es sábado y en este día de la semana suelo remolonear un poco levantándome más tarde que de costumbre) he leído en la cama la noticia de que el Tribunal Supremo de España ha vuelto a las andadas al revocar la resolución del Tribunal Superior de Justicia de Andalucía, que reconoció el derecho a la pensión de viudedad a una mujer gitana casada por el milenario rito matrimonial de nuestro pueblo. Y para ello reunió al Pleno de la Sala IV de lo social del Tribunal Supremo. Por lo visto los señores magistrados han querido darle una especial trascendencia a una sentencia de la que no podían dudar que iba a encontrar una contundente respuesta por nuestra parte.Escribo estas líneas con carácter de urgencia porque, una vez hecha pública la sentencia, los gitanos españoles, y por añadidura todos los gitanos y gitanas europeos, hemos de reaccionar con decisión no solo manifestando nuestra disconformidad con l…
Postagens recentes

ES LA HORA DE LA MUJER GITANA

ES LA HORA DE LA MUJER GITANA (I)
    En algún momento tenía que llegar y, por fin, ha llegado. Las mujeres gitanas están diseñando el modelo de lo que debe ser su papel en la sociedad que les ha tocado vivir al tiempo en que quieren ser ellas las protagonistas de su destino y las administradoras de su libertad. Y están en su derecho de conseguirlo. Y nosotros, los hombres gitanos, no debemos impedirlo. Tal vez el primero en dar la voz de alarma fue el gran escritor gitano Mateo Maximoff que nació en Barcelona en 1917 aunque él siempre tuvo la nacionalidad francesa. Su padre era un gitano ruso y su madre una gitana Manush de Francia. Escribió muchos libros, la mayoría de ellos traducidos a diversos idiomas, llevándose la palma su primera novela que la escribió en rromanés (dialecto Kalderash) y en francés titulada “Le Prix de la liberté” que fue traducida a 14 idiomas. Tuve la gran suerte de conocerle y de tratarle en muchas ocasiones. Incluso jugó un papel importantísimo en el I Congre…

CÓRDOBA E SEUS CIGANOS Especiales TN - Un viaje al misterioso mundo gitano

Em cada país, em cada família uma história reca de cultura e vivencia.



AMSK/Brasil

Les Saintes Marie de la Mer Nevo Berch 2018

Que Sara guarde a todos nós na palma de suas mãos,

até o dia de nos reencontrarmos.



AMSK/Brasil

Lacho Krechuno

O Natal é todo dia, tal qual se acorda toda manhã. Pode ter nome, muita emoção ou data de ano diferente, pode se chamar de várias formas, essas são questões humanas, diferenças que plantamos ao longo dos séculos, ao longo da existência humana. Mas, em todas elas, significa nascimento e algo divino, não nos pertence, ganhamos de graça, não criamos e jamais conseguiremos criar, no máximo reproduzimos a criação.  O simples fato de nascer está em tudo e em toda parte. Em todos os países e continentes é exatamente igual. Eis uma meta do Natal de hoje: Mais respeito, mais dignidade humana e é claro: mais gratidão. Quem sabe a gente comece a compreender que pessoas não estão à venda, que mulheres não são propriedade, que idosos não são lixo, que crianças não são objeto de consumo e simplesmente compreenderemos que tudo isso não é nosso.
O nascimento não pertence a ninguém, a nenhuma religião, a nenhum domínio empresarial, a nenhuma tecnologia de qualquer que seja a nação ou país. Nascer pertence ao…

COMUNIDADE CALON DE CAMAÇARI, BAHIA, RECEBE “OFICINA MACRORREGIONAL DE POLÍTICAS DE EQUIDADE DO SUS PARA O POVO ROM (CIGANOS)”

O Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde (DAGEP/SGEP/MS) em parceria com a Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK) realizaram nos dias 28 e 29 de novembro, a “Oficina Macrorregional de Políticas de Equidade do SUS para o Povo Rom (ciganos)”, no município de Camaçari, Bahia.   O evento realizado na comunidade do Calon Gilson Dantas que oportunizou o diálogo com os gestores e servidores públicos acerca dos problemas e dificuldades e possibilidades do território, quanto ao acesso à saúde, os mecanismos existentes e a importância da participação coletiva.  Participaram da roda de conversa as comunidades Calon dos municípios de Camaçari, Dias D’Avila e Feira de Santana, e gestores e servidores públicos da área de saúde, assistência social, igualdade racial, e do Comitê Gestor Estadual de Registro Civil de Nascimento e Documentação Básica.   A Oficina propiciou fortalecer o diálogo e…

AMSK/Brasil participa de Sessão Solene em Homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Humanos na Câmara dos Deputados Federal

A Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil) representada por Elisa Costa, Elisabete Martinho e Rebeca Sousa participaram da Sessão Solene em Homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, promovida pela Deputada Federal Erika Kokay e o Deputado Federal Alessandro Molon, no dia 08 de dezembro, no Plenário Ulysses Guimarães, da Câmara dos Deputados Federal, Brasília, Distrito Federal.
O Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado todo dia 10 de dezembro, foi instituído em 1950, dois anos após a Organização das Nações Unidas (ONU) adotar a Declaração Universal dos Direitos Humanos como marco legal regulador das relações entre governos e pessoas. Nesse documento estão descritos os direitos básicos que garantem uma vida digna para todos os habitantes do mundo (liberdade, educação, saúde, cultura, informação, alimentação e moradia adequadas, respeito, não discriminação, entre outros).
Esse dia constitui muito mais do que uma data comemorativa. É um dia para a coletiv…