Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Os 10 anos da Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho

Imagem
Nos dias 23, 24 e 25 de abril de 2014, o Ministério Público Federal (MPF) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com o apoio do Ministério da Justiça (MJ) e da Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU), realizaram o Seminário Internacional 10 Anos da Convenção 169 da OIT . O evento contou com a presença de procuradores/as, pesquisadores/as, representações de movimentos sociais, estudantes e pesquisadores/as. As palestras proferidas apresentaram diferentes abordagens da Convenção 169, a partir dos olhares de procuradores, defensores públicos, desembargadores e pesquisadores do Brasil e de diferentes países da América Latina. E o que a Convenção 169 da OIT tem a ver com os povos romani? Adotada pela OIT em 1989 e promulgada pelo Brasil por meio do Decreto 5.051, de 19 de abril de 2004, a Convenção 169 é um tratado internacional que se aplica a povos indígenas e aos chamados "povos tribais", garantindo a eles o direito de consulta e participação, e de definir s

Rafael Estrany (1884-1958), español.

Imagem
Gitanos AMSK/Brasil

AMSK/Brasil - O BLOG: OS CIGANOS E OS PROCESSOS DE EXCLUSÃO.

Imagem
 1974 - Di Cavalcanti não excluía os ciganos, muito pelo contrário, silenciosamente em suas telas, ele sempre se lembrou. AMSK/Brasil - O BLOG: OS CIGANOS E OS PROCESSOS DE EXCLUSÃO. : Os ciganos e os processos de exclusão (Romani and exclusion processes) Revista Brasileira de História On-line version  ISSN 1806...

O HOLOCAUSTO CIGANO

Imagem
 FOTO: Prof. Flávio José A mais selvagem e bárbara perseguição aos ciganos de que se tem notícia, em toda a História da Humanidade, ocorreu não em séculos passados, entre povos então ditos “primitivos” ou “selvagens”, ou no Brasil, mas em pleno Século XX, na Alemanha, país (pelo menos até então) considerado “civilizado”. As únicas vítimas do terror nazista que costumam ser lembradas, no entanto, são apenas os judeus, e quase nunca os ciganos. Enquanto hoje a bibliografia sobre o holocausto judeu é imensa, não faltando inclusive museus e memoriais especialmente construídos para lembrar este triste genocídio, o holocausto cigano sempre foi considerado um fato de menor importância. Os documentos históricos provam que não foi bem assim e que, lamentavelmente, ao lado de cerca de seis milhões de judeus, nos mesmos campos de concentração, nas mesmas câmaras de gás, nos mesmos crematórios, ou então fora deles num lugar qualquer da Europa, foram massacrados também cer

ALÉM DA LENDA

Imagem
ALÉM DA LENDA Texto: Claudio Iovanovitch [cigano matchuaia] Direção: Neiva Camargo [cigana; esposa de Claudio Iovanovitch]   PEÇA TEATRAL CIGANA, EM UM ATO [Abertura da cena, com dança indiana (hindú); seguem narração gravada e cena com Nuno tentando, em vão, sair da barraca (transparente), que o aprisiona, após o que ele inicia seu monólogo:] Qual é meu nome? - Nuno. De onde venho? - Não sei. O que faço? - Vivo. No que acredito? - Em tudo. Qual a minha raça? - Humana. O que fiz? - Não, não invadi, não saquei, não expulsei e nem escravizei ninguém. - Não matei em nome de Deus. - Nos mataram em nome de Deus. De onde vim? - Na inquisição espanhola nossas mulheres foram mortas como bruxas, os homens foram enviados para as galés e suas orelhas cortadas. O último refúgio para um perseguido era a igreja. Mas não para o cigano que mesmo dentro da casa de Deus, não encontrou abrigo. No holocausto não somos nem citados, mas 500 mil ciga

OS CIGANOS E OS PROCESSOS DE EXCLUSÃO.

Os ciganos e os processos de exclusão (Romani and exclusion processes) Revista Brasileira de História On-line version  ISSN 1806-9347 Rev. Bras. Hist. vol.33 no.66 São Paulo July/Dec. 2013 http://dx.doi.org/10.1590/S0102-01882013000200006  DOSSIÊ: INCLUSÕES E EXCLUSÕES Lourival Andrade Júnior Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Departamento de História. lourivalandradejr@yahoo.com.br RESUMO Entrar em contato com os ciganos e seu mundo de significações e práticas que podemos chamar de cultura cigana ou 'ciganidade', mesmo correndo o risco das generalizações, é estar em contato com um tema que insiste em escapar entre nossos dedos. Deparamo-nos com um povo que ao longo da história acabou se adaptando a cada novo encontro e a cada nova região, buscando sobreviver em um mundo que busca e valoriza os seus contrários. Mesmo assim, esse povo manteve muitas de suas tradições intactas durante séculos de nomadismo. Para os ciganos nômades, a