Pular para o conteúdo principal

AÇÕES PRÁTICAS

Reunir, conversar e traçar metas em prol da construção conjunta. Esse sentido de organizar propostas e ponderar, avança muito a pauta cigana no Brasil. Sabemos de embates gigantescos em todos os países e no Brasil não seria diferente. 


Algumas das propostas aventadas, passa pela construção de ações reais, derivadas das necessidades múltiplas de cada região e cada braço de etnia.

Alguns projetos que já possuem respaldos de tabulação e de práticas estão sendo discutidos, entre eles a CARTA DE CURITIBA, um avanço para professores da rede pública de ensino e o PROJETO KALINKA. Outros pontos de articulação foram as crianças inseridas nas escolas de Gravataí/RS, respeitando as distancias e a coletividade da região. Nessa comunidade, calons e rons conversam a mesma língua e se unem na possibilidade de avançarem ainda mais.
 

Reunir pessoas tão diferentes e com ideais tão parecidas, foi sem dúvida um desafio muito gratificante. Parabéns para a equipe de trabalho do Governo Federal. Sabemos que todo trabalho na construção desse sentido, passa por desafios e situações desafiadoras, mas o caminho está correto e as possibilidades de avanço são inúmeras.

A educação passa por inúmeras estruturas e deve ser aproveitada dessa forma, espaços de livre conversação, com harmonia e com dignidade são sempre bem vindos. Por esse motivo, foram entregues reivindicações de várias comunidades e de várias regiões, visando uma forma mais equilibrada de tratar as situações de conflito.

"A participação da mulher é cada vez mais elogiada nesses diálogos e sempre traz essa relação respeitosa, entre a tradição dos mais velhos e os novos tempos. As mulheres sempre trazem essa forma bonita e delicada de ver as coisas." Mio Vacite - em relação a presença de mulheres nos espaços de negociação.
Por sua vez, Anne Kellen/lovara, trouxe a experiência de educadora social em rodas de conversa e sua maneira toda especial de trabalhar com a transversalidade; além da expectativa de terminar o curso de pedagogia. Lucimara trouxe seus anos de anos de ensino, mais de 20 e sua experiencia bem sucedida na formulação de pedagogia voltada para a preparação de professores, respaldada por três trabalhos bem sucedidos do projeto kalinka: em Brasília, em Sobradinho/DF e em Curitiba/Pr.

Bahia e Minas gerais já estão com meio caminho andado e podem ajudar a desenvolver novas propostas e novos desafios, ambos com comunidades Calons.

Foi e é uma honra conviver com pessoas assim,
AMSK/Brasil.

Postagens mais visitadas deste blog

COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam

  COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam É preciso dizer #Dosta #Basta   A Union Romani Iternactional – IRU/ Office Agency Brazil , por meio do escritório da AMSK/Brasil e de seus delegados/membros do Brasil e da Argentina, AICRON/Brasil, Observatorio de Mujeres Gitanas/AR - BR, Leshjae Kumpanja, ZOR/AR, Federação Romani e Academia de Letras Romani, Urban Nômades e suas representações estaduais , vem por meio desta expressar sua preocupação com a escalada de violência que está acontecendo no estado da Bahia desde o dia 13 de julho de 2021 – no município de Vitória da Conquista e redondezas.   #VidasRomanyImportam  #RomanyLivesImport   “São dias de terror” dizem alguns, outros relatam cenas de chacina, pavor e queima de carros e casas. No meio desse estouro de mais um episódio de violência, estão: um adolescente, mulheres vítimas de arma de fogo, crianças e idosos. Precisamos falar das manchetes midiáticas que retiram a identidade dessas pessoas e coaduna

#VidasRomanyImportam

 Sobre o caso: VITÓRIA DA CONQUISTA/BA Hoje, dia 19 julho de 2021 várias reuniões aconteceram e espera-se que tudo corra bem. As perseguições aos dois cidadãos acusados da morte dos dois policiais no dia 13/07 continua e foram elencados como criminosos mais seis membros da mesma família. Várias barreiras foram feitas. Consta também que várias pessoas pertencentes a família dos acusados, seguem presos... OPERAÇÃO MARTINELLI - esse é o nome apresentado de uma operação que começou ano passado, segundo a SSP/BA... https://agenciasertao.com/2021/07/19/policia-ainda-procura-por-seis-envolvidos-em-assassinatos-de-pms-na-zona-rural-de-vitoria-da-conquista/ https://agenciasertao.com/2020/07/16/operacao-prende-acusados-de-participar-do-assassinato-de-irmaos-em-carinhanha/ https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/07/29/homem-suspeito-de-integrar-quadrilha-apontada-como-responsavel-por-morte-de-irmaos-e-preso-na-ba.ghtml Pelo que se pode observar, foram: 2 Policiais mortos; 4 irmãos mortos (send

DIA DA RESISTÊNCIA ROMANI - 16 de Maio

Sinti e Roma sempre lutaram contra a privação de seus direitos e seu registro “racial” desde o início. Eles protestaram contra leis discriminatórias e tentaram obter a libertação de membros da família deportados através de petições ou intervenção pessoal. “Muitos dos nossos homens estavam na Grande Guerra e lutaram pela pátria, assim como por qualquer outra. No entanto, o Dr. Portschy não considerou isso. Dr. Portschy tirou todos os nossos direitos civis ... Sempre fomos católicos romanos e, portanto, vejo-me forçado a apresentar uma queixa de todos nós nos mais altos cargos do governo do Reich. ”(Carta de protesto de Franz Horvath de Redlschlag ao governo do Reich datado de 12.5.1938) Nota: Tobias Portschy, primeiro Gauleiter de Burgenland, foi uma das forças motrizes da “política racial” dirigida aos Sinti e Roma depois do “Anschluß” da Áustria. Poucas semanas depois de escrever a carta, Franz Horvath, 63 anos, foi preso como “manifestante” e deportado para o campo de con