Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2021

EM DEFESA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA

Imagem
  Neste 7 de setembro de 2021 que há 27 anos comemoramos o “Grito dos Excluídos”, assistimos o “Berro dos Excludentes”, em um país que retorna ao mapa da fome, ponto em prática a necropolítica. É deplorável o que está em curso político no Brasil. O evidente golpe a democracia, a liberdade e a vida de nós brasileiras(os). Hoje ouvimos atentamente a sequência de ameaças as instituições do poder judiciário e legislativo do país que fere o disposto na Constituição brasileira. Lamentavelmente, palavras pronunciadas por aquele que ocupa a Magistratura maior, a Presidência da República, função que atrai o dever de pacificação, de prestigiar o equilíbrio entre os poderes, de respeito às instituições, de promover o diálogo político e de representar o povo brasileiro nas suas garantias, direitos e obrigações governamentais. Expressamos nosso total repúdio a essa prática de incitação ao público contra o poder judiciário e legislativo. Pois, é a mesma trajetória registrada na história de dit

EM DEFESA DA DIGNIDADE HUMANA PELO FIM DA POBREZA MENSTRUAL

Imagem
  A  Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil) defende a ampliação dos debates sobre a pobreza menstrual existente no país. A pobreza menstrual ou precariedade menstrual deve ser tratada como uma política de Estado em saúde, educação e direitos humanos, a fim de assegurar o direito a dignidade da pessoa humana. Pois, a desinformação e estigmatização acerca da menstruação propicia a manutenção, na obscuridade, do sofrimento de meninas, adolescentes, jovens e mulheres no enfrentamento a não terem acesso adequado à saneamento básico, banheiros e itens de higiene pessoal. Tamanha precariedade social e econômica impedem as pessoas menstruantes de passarem por seus períodos de menstruação de maneira digna. Precisamos romper o silêncio secular promovido pelo tabu da impureza corporal que mantém velado o sofrimento de muitas de nós com embaraços como vergonha, medo de vazamento e receio que terceiros percebam ou desconfiem. Sentimentos que afetam diretamente no desempenho escolar,

PELO FIM DA POBREZA MENSTRUAL APROVA JÁ PL 4968/2019

Imagem
A pobreza menstrual não consiste somente na falta de recursos para a aquisição de itens de higiene íntima, mas, em especial, na inexistência de informação e a forma como o tema ainda é visto pela sociedade. O tabu e a falta de acesso a saneamento básico e a produtos para autocuidado menstrual afetam milhares de adolescentes no Brasil fazendo com que corram riscos à saúde, parem de ir à escola e tenham suas possibilidades de desenvolvimento limitadas. A Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil) manifesta o apoio ao Projeto de Lei nº 4968/2019 que institui o Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual; e altera a Lei nº 11.346 , de 15 de setembro de 2006 , de autoria da Deputada Federal Marília Arraes. Atualmente, o PL tramita no Senado Federal e aguarda decisão em plenário. Pressione suas parlamentares e seus parlamentares eleitos para votarem a favor da dignidade da pessoa humana e assegurar o direito básico de saúde e higiene menstrual das meninas, adolescentes,