CORONAVÍRUS – O CODI 19 UM DESABAFO





CORONAVÍRUS – O CODI 19

PONTO DE VISTA

Em meio as declarações da OMS – Organização Mundial de Saúde e a comunicação oficial/alerta mundial de que estávamos de fato, diante de uma Pandemia. O Corona vírus ou o identificado CODI 19.

Muitas perguntas têm sido feitas em relação ao CODI 19 e a Homeopatia. Não vamos responder a essa pergunta da maneira que muitos pensam. Vamos colocar aqui algumas de nossas inquietações sobre os últimos dias, sobre os desdobramentos diários de tantas informações e principalmente sobre como pensamos á partir de tais reflexões, dentro da homeopatia.

Todos que se tratam, seguem, gostam ou se utilizam dela, sabem muito bem que a homeopatia é para além dos sintomas...ela busca curar a causa. Mas, o que tudo isso desperta?

Os sintomas físicos: Febre, dor no corpo, coriza, espirros, tosse.
Os sintomas emocionais: Medo, solidão, angústia, apreensão, depressão.
Todos nós estamos no meio de uma chuva de informações, vitória do mundo globalizado, sabemos e temos acesso a tudo muito rápido. O bom e o ruim disso tudo.

Todas as recomendações são claras: reforçar a higiene, limpar bem as mãos até o cotovelo, cobrir o rosto ao espirar, evitar aglomerações, ficar atento a febre, isolamento e exames se necessário for. Evitar abraçar, cumprimentar com as mãos ou os beijinhos tão típicos do Brasil e de países latinos (mais acalorados).

Três fatores (Alertas) para uma análise inicial, mas que, deve fazer parte do nosso dia a dia.

1.   A prevenção/higiene

2.   A fome, a Dengue, a política da saúde e as classes sociais

3.   A pessoa humana em um contexto globalizado.

Poderia aqui colocar bem mais que 3 itens. Penso que já basta. Então, te convido a pensar conosco, um pouco sobre todos esses fatores.

1.   Hoje, dia 13/03, resolvemos comprar verduras em uma vendinha bem comum e peculiar, de pessoas/produtores familiares. A feirinha foi suspensa. Esse é o ganha pão dessas famílias, vamos comprar por telefone e assim, resolvemos o problema. Resolvi ir ao supermercado para abastecer os trabalhos que serão feitos em casa, evitando saídas e aglomerações. Pegamos no carinho do supermercado (levei luvas de cabeleireiro), caixas, gritos, locais sujos com amontoados de caixas, verduras chegando, reposições sendo feitas e muitas portas de freezer para abrir...só eu estava de luva. O álcool gel havia acabado e havia uma certa histeria no ar. No caixa, as trabalhadoras sem luva, sem álcool gel(ela que compre se quiser), apenas um borrifador de água misturado com álcool (recomendação da gerencia), sem máscara...Eu, entrei no meu carro, retirei as luvas para descartar, coloquei num saquinho e repeti a operação com outra luva ao chegar em casa...carinho de compra, elevador, porta e lavei as compras/latas, outras limpei com um pano umedecido com álcool gel e por fim guardei tudo. Lavei o rosto, lavei as mãos, troquei de roupa e pronto. Aquela moça do caixa, tinha mais 6 hs de trabalho, um ônibus cheio e ainda o medo de não conseguir comprar álcool gel na farmácia perto da casa dela. (Nas periferias, ainda se pode encontrar álcool gel, 4x mais caro, mas, ainda tem, as máscaras acabaram). Quando me despedi desse a ela: Se cuida, evite colocar a mão no rosto pelo ao menos. Ela respondeu com um sorriso aberto: tento ficar de olho nisso, Deus é quem olha a gente.
Agora, pensa comigo: imagine que alguém que se sinta superior a tudo e a todos, se acha acima das doenças e das pessoas, não faz a quarentena, porque chegou de viagem do exterior e gripe é frescura. Vai ao banco, ao posto de gasolina e ao supermercado e a padaria...cartão, tapinha nas costas...e a coisa anda. Passa na farmácia e paga de 6 a 10 x mais caro, ou manda vir de fora, os produtos que deseja. Vai ao banco e abre as portas, fica no ar condicionado e cumprimenta o gerente. A empregada que trabalha na casa dele, vai pegar um ônibus, cheio de gente e sem luva e álcool gel. A equipe de faxina do banco, da padaria e do posto, assim como a caixa do supermercado, a mesma coisa.
Prevenção também é desconfiômetro. Os senadores e a classe alta brasileira, estarão trabalhando em casa, o Brasil de verdade, está ganhando a vida e se não trabalhar não ganha, não come, não vive. Quanto custa a prevenção?

2.   Aumentar a imunidade funciona assim: tem gente querendo vender coquetel milagroso na internet, sendo que quem tem dinheiro vai no Fast food (nenhum pouco saudável), o pobre come arroz com feijão (super saudável). Daí o Brasil volta para o mapa da pobreza e a fome continua fazendo suas vítimas cotidianamente, então, por algum desses motivos e outros que vocês já estão imaginando, pensem como essa criança, esse idoso, esse morador em situação de rua e esse trabalhador precarizado, são o público alvo que deveria receber nossa maior e mais valiosa atenção. Ainda bem que no Brasil existe o #SUS...mas temos a PEC dos gastos e com certeza absoluta nenhum hospital particular irá entrar nessa seara da atenção básica. Tínhamos os ACS (agentes comunitários de saúde), não temos mais...ricos e classe média contaminada: fiquem em casa, aprendam a limpar suas coisas, garantam a saúde de seus funcionários...infelizmente o motivo central de tanta preocupação, não é a fome mundial que mata mais de 8.500 crianças ao dia no mundo, mas um vírus que fechou um centro financeiro na China e pegou avião para o resto do mundo.

3.   Guerra química, guerra política e outras teorias pipocam nas redes e declarações oficiais de alguns países...orações milagrosas, praga divina, bolsa de valores, turismo e a interrupções das viagens são o que mais se vê. A fome já virou paisagem, as crianças e os idosos valem o que podem pagar, a saúde perdeu orçamento para a troca e a barganha de políticas de subserviência e o medo toma conta das populações mais pobres.

Não é apenas um vírus, é de fato um super vírus.
A morte não é eminente pela doença em si. O que mais poderá matar é o despreparo, a falta de equipamento, o desrespeito pela saúde pública e a pobreza.

PENSANDO AQUI NO POVO ROMANI DA ESPANHA, DA ITÁLIA, DOS USA...DO BRASIL. OS NOSSOS ACAMPAMENTOS, EMPOBRECIDOS E ESQUECIDOS.

Os remédios:

Cuide-se e cuide dos outros.
Se preciso grave um vídeo e explique as comunidades mais carentes como podem se prevenir.
Se alguém que você conhece está em quarentena ou apavorado, gaste uns minutos do seu tempo e exercite a empatia, converse, leve alimentos, ajude a conduzir ao hospital, comunique ou solicite ajuda para a pessoa. (exemplo dos nossos irmãos ciganos da Espanha)
Exija luvas e máscaras para os trabalhadores da limpeza e dos estabelecimentos que estão trabalhando, faça pressão.
Lute pelo #SUS – ele poderá ser a sua única saída.
Não apoie a perda de investimento na saúde do Brasil.

Procure o seu similimun se for o caso, procure seu médico de confiança, no caso de dúvidas, reze, ore, acredite na vida, evite a depressão e a tristeza, procure ficar atento com você e com todos que estão a sua volta.

Existem homeopatias para a febre, para a tristeza, o desespero e a gripe...entretanto, precisamos urgentemente pensar além.
Siga os cuidados de sempre: muito líquido, coma direito...e entenda que muitos não tem o que comer. É um privilégio diário várias coisas, enxergue-as.


Siga todos os protocolos e ajude para que outras pessoas possam entender. Algo para ajudar no entendimento. https://coronavirus.ufrj.br/
Um curso UFRN – gratuito, te ajuda a entender a prevenção.
No site do Ministério da Saúde, você encontra tudo sobre o vírus e como mantê-lo longe de você e da sua família. Siga as recomendações do Ministério da Saúde e previna-se contra a doença.
Para mais informações, acesse http://saude.gov.br/coronavirus


*************
Queremos crer que a partir do CODI 19, mais e mais pessoas consigam ver que a vacina para a fome está ao alcance de todos, que um povo, uma nação ou um mundo que consegue eliminar a fome, pode combater inúmeras doenças de forma mais justa, com saneamento, com direito a vida e com #saúde/SUS ao alcance de todos.
Homeopatas dos Pés Descalços
A equipe.






Postagens mais visitadas deste blog

Porrajmos – O Holokausto Romani

AS DORES QUE O TEMPO NÃO DEVE APAGAR

NOTA DE REPÚDIO -