Pular para o conteúdo principal

RROMALE AJ CHAVALE - ASHEN KHERE




Quanto vale uma pessoa?

Vale para quem essa pergunta?

Já respondemos: Para quem tenha estômago para responder.

Durante séculos, valorosas pessoas foram reduzidas a números. Algumas se colocaram nessa posição. Optaram por defender, se por em risco ou mesmo se voluntariar em prol de causas, guerras e catástrofes. A essas o nosso carinho, a nossa eterna lembrança.

Estranho que nunca vemos as frases em túmulos:

Ao médico desconhecido
Ao povo que aqui entregou sua vida
Ao enfermeiro desconhecido ...

Enfim, o quanto valemos para alguém, depende sempre de quem somos e de quem nos conta.

Para um grande estadista, a pessoa humana vale.

"Primeiro as pessoas, depois cuidamos da economia"

Para os Religiosos e humanistas, uma pessoa vale
Lc 15: 11-21

A fome por exemplo: Se gastássemos a metade dos investimentos que gastamos em armas, não haveria fome. E hoje, acompanhamos o exaustivo discurso Economia X Vidas.

Me preocupa as pessoas ... colocadas como número, sem identidade, sem nome e sem história. Apenas uma placa com números para reconhecimento. Quanto valiam essas pessoas? Como mensurar vidas humanas? E como fazer isso em meio a uma pandemia?
Quantas nações se levantaram em meio ao caos? Quantos #Rroma precisaram morrer para que fossem reconhecidos pela #ONU como um povo?
Quem nos contou? Quem nos deu ou nos dá nomes? Quem conta nossas histórias?

Assim se segue para todos os países pobres, para todas as chamadas “minorias étnicas”, para todos os esquecidos do mundo globalizado.

Não tenho dúvida alguma que dentre os motivos para que as emergências acontecessem em meio ao Coronavírus e ao Covid 19, foi o fato de se espalhar em meio a classe alta e classe média mundial. Entretanto ela avançou e avança em meio a tod@s. Seu dinheiro não comprará respiradores. Isso tem feito muitos e muitas pessoas repensarem suas vidas, suas prioridades e seu futuro.

Quantos famosos tiveram que sofrer e morrer para que houvesse avanço nas pesquisas da AIDS, de vários tipos de câncer, para que fosse feito um esforço mundial no combate a Tuberculose e a Raiva.

O que vemos hoje é uma discussão que se acentua numa curva crescente, a caminho da real intenção humana de alguns empresários e infelizmente o atual presidente da república Jair Messias Bolsonaro. Morrem 10, 100, 1.000 – sirvam o meu jantar.

Alguém conta pobre nesse país? Quantos morreram?
Quem conta a Rromá? Quem conta os “Ciganos”?
Quem conta os moradores de favela?
Quem conta os que estão presos, os que viraram paisagem, ou mesmo os que até pouco tempo se acotovelavam pela chance de uma vida nova em país estrangeiro?

Um estadista contaria.

Por hora, contamos nós, sem novidade alguma dos pedidos de ajuda. As burocracia contam mais. Estamos por nossa conta.
Se engana quem acha que a frase popular “meu pirão primeiro”, não alcançam os poderes desse pais.

Na triste estatística de reservar respiradores aos que possuem maior chance de sobreviver, não se encontram os senhores da economia, os mesmo que que hoje, nos afligem com Economia X Vidas. Esses já se manifestam a favor da chamada Economia ou da frase popular do pirão.

O que valemos nós?

Quanto?

Para quem?

Para nós, pessoas não tem preço. Por isso reafirmamos e solicitamos que:
1.     Fiquem em casa, procurem um abrigo, indique um abrigo, cobre das autoridades um abrigo;
2.      Se precisar sair, se cuide corretamente e espelhe a ideia de cuidado e solidariedade;
3.      Busque postos de doação que não precise sair do caro para fazê-lo, mas, DOE:

Roupas limpas,
Sapatos,
Material de higiene como sabonete, sabão e bucha de banho,
Cobertor,
Comida, pronta ou em embalagem para preparo (veja na sua cidade)
4.      Construa uma rede de amizade: ligue, converse, entenda e mande mensagens positivas, de cuidado e de atenção; leia e se informe em sites credenciados, evitar o pânico é essencial. Busque informações sérias:

5.      Leia um livro, mantenha sua rotina alimentar e durma bem,
6.      Se você faz parte de um seleto grupo que pode doar dinheiro para alguma ação, busque a que você se identifica mais e o faça;
7.      Por fim e não menos importante: Participe e cobre dos deputados e senadores do seu estado, ações que visem preservar a integridade física e as políticas humanitárias.

Porque?

Toda vida importa,
Inclusive a sua.






Essa é a opinião oficial da AMSK/Brasil, seus parceiros e colaboradores


Postagens mais visitadas deste blog

COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam

  COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam É preciso dizer #Dosta #Basta   A Union Romani Iternactional – IRU/ Office Agency Brazil , por meio do escritório da AMSK/Brasil e de seus delegados/membros do Brasil e da Argentina, AICRON/Brasil, Observatorio de Mujeres Gitanas/AR - BR, Leshjae Kumpanja, ZOR/AR, Federação Romani e Academia de Letras Romani, Urban Nômades e suas representações estaduais , vem por meio desta expressar sua preocupação com a escalada de violência que está acontecendo no estado da Bahia desde o dia 13 de julho de 2021 – no município de Vitória da Conquista e redondezas.   #VidasRomanyImportam  #RomanyLivesImport   “São dias de terror” dizem alguns, outros relatam cenas de chacina, pavor e queima de carros e casas. No meio desse estouro de mais um episódio de violência, estão: um adolescente, mulheres vítimas de arma de fogo, crianças e idosos. Precisamos falar das manchetes midiáticas que retiram a identidade dessas pessoas e coaduna

DIA DA RESISTÊNCIA ROMANI - 16 de Maio

Sinti e Roma sempre lutaram contra a privação de seus direitos e seu registro “racial” desde o início. Eles protestaram contra leis discriminatórias e tentaram obter a libertação de membros da família deportados através de petições ou intervenção pessoal. “Muitos dos nossos homens estavam na Grande Guerra e lutaram pela pátria, assim como por qualquer outra. No entanto, o Dr. Portschy não considerou isso. Dr. Portschy tirou todos os nossos direitos civis ... Sempre fomos católicos romanos e, portanto, vejo-me forçado a apresentar uma queixa de todos nós nos mais altos cargos do governo do Reich. ”(Carta de protesto de Franz Horvath de Redlschlag ao governo do Reich datado de 12.5.1938) Nota: Tobias Portschy, primeiro Gauleiter de Burgenland, foi uma das forças motrizes da “política racial” dirigida aos Sinti e Roma depois do “Anschluß” da Áustria. Poucas semanas depois de escrever a carta, Franz Horvath, 63 anos, foi preso como “manifestante” e deportado para o campo de con

#VidasRomanyImportam

 Sobre o caso: VITÓRIA DA CONQUISTA/BA Hoje, dia 19 julho de 2021 várias reuniões aconteceram e espera-se que tudo corra bem. As perseguições aos dois cidadãos acusados da morte dos dois policiais no dia 13/07 continua e foram elencados como criminosos mais seis membros da mesma família. Várias barreiras foram feitas. Consta também que várias pessoas pertencentes a família dos acusados, seguem presos... OPERAÇÃO MARTINELLI - esse é o nome apresentado de uma operação que começou ano passado, segundo a SSP/BA... https://agenciasertao.com/2021/07/19/policia-ainda-procura-por-seis-envolvidos-em-assassinatos-de-pms-na-zona-rural-de-vitoria-da-conquista/ https://agenciasertao.com/2020/07/16/operacao-prende-acusados-de-participar-do-assassinato-de-irmaos-em-carinhanha/ https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/07/29/homem-suspeito-de-integrar-quadrilha-apontada-como-responsavel-por-morte-de-irmaos-e-preso-na-ba.ghtml Pelo que se pode observar, foram: 2 Policiais mortos; 4 irmãos mortos (send