AMSK PARTICIPA DE SEMINÁRIO NACIONAL DE SAÚDE DAS MULHERES


A Comissão Intersetorial de Saúde da Mulher do Conselho Nacional de Saúde (CISMU/CNS) realizou nos dias 04 e 05 de novembro de 2016, em Brasília – DF, o Seminário Nacional de Saúde das Mulheres, com o tema Histórias e lutas inscritas em nossos corpos e expressas em nossa saúde: nenhum direito a menos.

O evento considerado como uma atividade preparatória a 2ª Conferência Nacional de Saúde das Mulheres – 2ª CNSMu, que se realizará no próximo ano de 2017.

Representantes de vários movimentos, redes, fóruns, conselhos estaduais e municipais de saúde, e de povos e comunidades tradicionais estiveram participando dos debates promovidos nas mesas temáticas:

1. Conjuntura atual e seu impacto na vida e na saúde das mulheres;
2. O mundo do trabalho e a saúde das mulheres;
3. Vulnerabilidade nos ciclos de vida das mulheres na Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher;
4. Políticas públicas para mulheres e participação social.

Mulheres Romi e Indígenas

Mulheres Romi, Afrodescentes e Indígenas
Mulheres Romi, Pescadora Artesanal, e LGBT


A AMSK/Brasil participou dos debates salientando sobre a necessidade de promoção de atividades de incentivo a participação das mulheres romani nas conferências estaduais, distrital e municipais.

O Conselho Estadual de Saúde de Goiás é o primeiro órgão colegiado a lançar Resolução para realização da Conferência Estadual de Saúde das Mulheres.


A partir do mês de janeiro de 2017 será disponibilizado o calendário das conferências locais. Mulheres participem!

Saiba mais...


Seminário discute demandas sociais para 2ª Conferência Nacional de Saúde da Mluher http://catarinas.info/seminario-discute-demandas-dos-movimentos-para-2a-conferencia-nacional-de-saude-da-mulher/

Postagens mais visitadas deste blog

RESOLUÇÃO CONANDA Nº 180 DISPÕE SOBRE A IGUALDADE DE DIREITOS DE MENINAS E MENINOS

PROJETO KALINKA PROMOVE AULA TEMÁTICA AOS DISCENTES DO CURSO DE SAÚDE COLETIVA DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

24 DE MAIO - DIA NACIONAL DO POVO ROM (os assim chamados ciganos)