Pular para o conteúdo principal

SOBRE OS OLHOS DO FACISMO


Amig@s;

Tod@s vocês que nos acompanham, sabem que ao adentrarmos no mês de maio e próximo a ele, voltamos nossas postagens para as celebrações, conquistas e desafios do Povo Romani (os assim chamados ciganos) no Brasil e no exterior; seja em relação a saúde, as rodas de conversa ou outros desafios.

Entretanto, o modelo de política que se adianta, na chamada Ponte para o Futuro (lançado pelo PMDB), retira da base, programas dos quais a maioria dos ciganos carecem. Reduz a verba para a Educação e a Saúde, entre outras perdas
.
Imaginem o que poderá acontecer com a nossa frágil portaria 940 do MS e o Documento, Ciganos, Documento Orientador para o Ensino, lançado pela SECADI em 2015.

Imaginem a apologia ao golpe militar de 64, visto no domingo último pelo Deputado Jair Bolsonaro, deixando claro as suas convicções. É tempo de garantirmos o direito de cada um e cada uma seguir sua religião ou não, sem que seja imposto uma ou outra a chamada verdade absoluta. É tempo de abrir os olhos e juntar forças contra o fascismo que começa a ganhar forma novamente, principalmente pela bandeira da moralidade, do recato e de um Deus que serve apenas a interesses particulares,

Mas o pior de tudo foi o Tchau Querida, os berros e vais as mulheres que votavam contrário as “expectativas” e as chamadas de lindas, maravilhosa e além, fazendo referência a aquelas mulheres que cumpriam o papel de quietas e educadas. Tinha até Deputada fazendo o papel de garota propaganda, a fim de aparecer na TV Câmara, segurava cartaz, bandeira, virava o cabelo e fazia biquinho.

A caça às bruxas, em todos os tempos condenou mulheres de etnia Romani (as assim chamadas ciganas) pelo simples fato de existirem. Inclusive acompanhamos várias prisões referente a leitura de mão, em pelo o menos 3 regiões do país. Tudo isso com a certeza do estelionato e do roubo, acusações repetidamente desamparadas pela própria constituição brasileira.

Ciganas que são impedidas de usarem o coletivo, por causa de suas roupas coloridas, que independentemente de qualquer coisa continuam repetidamente sendo abordadas nos supermercados sem nenhum fundamento, única e exclusivamente por serem ciganas e mulheres.

Num parlamento, num país, onde os homens e mulheres que deveriam zelar por todos, segundo reza a nossa Constituição de 1988, são capazes de usar o recorte de gênero, com tamanha discrepância e desrespeito.

Durante esse tempo que se aproxima, nós mulheres da AMSK, vamos lutar para que cada mulher, de todas as cores, RAÇAS E CREDOS; belezas e principalmente ETNIAS, tenham condições de se manifestar respeitosamente, de lutar pelas suas tradições, pela sua cultura e pelo universo a que pertence.


Porque antes de qualquer outra coisa, somos MULHERES, somos fortes e temos princípio e lutaremos por respeito e igualdade de tratamento. 

Elisa Costa
Presidenta da AMSK/Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

24 DE MAIO - DIA NACIONAL DO POVO ROM (os assim chamados ciganos)

O Dia Nacional do Cigano, 24 de maio, foi instituído por Decreto Presidencial, 25 de maio de 2006, como ação afirmativa para salvaguarda e o respeito a cultura de um povo que faz parte do processo organizativo brasileiro.
As ações da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK) desde o ano 2009 tem se dedicado ao levantamento, sistematização e ampla divulgação de informações sobre o Povo Rom (os assim chamados ciganos) quanto as suas especificidades, tradições, necessidades, condições de vida e obstáculos enfrentados no acesso a direitos fundamentais. E tem pautado os poderes públicos brasileiro para a necessidade do fortalecimento das capacidades dos agentes públicos para interpretação dos direitos e adequação dos serviços relacionados ao atendimento dessa parcela da população brasileira.
A Secretaria de Gestão Estratégia e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS) lançou no dia 10 de novembro de 2016, a cartilha Subsídiospara o Cuidado à Saúde do Povo Cigano, elaborada pelo De…

RNPI MANTEM A LUTA EM DEFESA DA PRIMEIRA INFÂNCIA

Carta aberta ao Ministério dos Direitos Humanos sobre Recomendações ao Brasil feitas no III Ciclo do Mecanismo de Revisão Periódica Universal (RPU) 
A REDE NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA, articulação nacional de organizações governamentais e não-governamentais, comprometida com a defesa e promoção dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade, analisando as Recomendações do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vem expor e requerer o seguinte: 
1. A Revisão Periódica Universal (RPU), criada pela Assembleia Geral da ONU em 15 de março de 2006, pela Resolução 60/251, é importante instrumento para que os 193 Estados membros das Nações Unidas, de forma cooperativa, avancem no cumprimento de suas obrigações de direitos humanos; 
2. Conforme preconiza o artigo 227 da Constituição Federal de 1988, compete à família, a sociedade e ao poder público a proteção integral de crianças e adolescentes no Brasil, além de consagrar nesta Carta Política outras garantias fundamentais como a…

INFORMATIVO ATENDIMENTO A POVOS CIGANOS NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

Como desdobramento da Oficina “SUAS e o atendimento a Povos Ciganos”, realizada no dia 28 de junho de 2017, a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social (SNAS/MDS) lança o Informativo “Atendimento a Povos Ciganos no SUAS”com o objetivo de subsidiar os profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no atendimento adequado aos Povos Ciganos, respeitando suas tradições e cultura. Conhecer um pouco das especificidades dos Povos Ciganos auxilia no combate à discriminação, preconceito e racismo institucional, propiciando maior visibilidade a este povo e garantindo o acesso a benefícios, serviços e direitos.
O documento é resultado do trabalho realizado pelo Departamento de Proteção Social Básica da SNAS/MDS com a colaboração da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil). Fomentar a aplicação da política pública de assistência social para o Povo Rom – os assim chamados ciganos – no país. 
A AMSK/Brasil agradece a todas/os do Povo …