Pular para o conteúdo principal

DATAS DE CELEBRAÇÃO E LUTA PELOS DIREITOS DOS POVOS ROMANI (CIGANOS)

A AMSK/Brasil, lança nesse dia 27 de setembro, mais uma publicação que visa dar esclarecimento das principais celebrações do Povo de etnia Rromani – os assim chamados ciganos.

A publicação: “DATAS DE CELEBRAÇÃO E LUTA PELOS DIREITOS DOS POVOS ROMANI (CIGANOS)”, é uma parceria com a CAPEMISA SOCIAL e com o apoio da Editora PAULUS. ISBN 987-85-67708-02-7.

“O nome diz tudo. Precisamos avançar em assuntos que estão diretamente ligados ao povo Romani (ciganos) no Brasil, sem que com isso deixemos de avançar na busca de algo que fuja do pitoresco e folclórico. Hoje no Brasil, trabalhar em busca de políticas públicas significa fugir dos aventureiros de plantão e do racismo institucional que promove uma ação mais fácil e menos profunda na resolução dos problemas reais.”

Celebramos porque a história desse povo no Brasil, deve ser celebrada, com respeito a memória de vidas que sempre foram pautadas direta ou indiretamente no sofrimento, no racismo e no descaso. A velha frase que indica o nomadismo no Brasil e no mundo “política dos faça-os andar”, ainda prevalece e ainda atinge de forma brutal e devastadora, algumas famílias e grupos.

Sim, os Ciganos no Brasil, passam por uma discriminação histórica, recheada de contradições, informações truncadas e o que mais preocupa, vista sempre com os olhos desconfiados e apaixonados daqueles que acreditam saber mais do realmente existe.

A Publicação em questão não está fechada, nela começamos a contar um pouco dos municípios que reconhecem a presença de ciganos e com isso, esperamos que a cada ano, possamos aumentar essas informações.

O mais importante é que essas informações, fazem parte de uma estrutura que já está reconhecida historicamente e portanto pode ser comprovada cientificamente. Isso faz com que o achismo e as deduções percam a força.

Não podemos esquecer o passado,
Não podemos ignorar o presente e tão pouco,
podemos afastar das nossas memórias tudo aquilo que foi vivido, sofrido e construído.
Nessa estrada larga e longa, pela qual os ciganos do Brasil tentam caminhar a séculos,
devemos deixar claro que hoje, nossa resistência se dá pela caneta.
Hoje a ignorância e o racismo são nossos maiores inimigos.

Elisa Costa

AMSK/Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam

  COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam É preciso dizer #Dosta #Basta   A Union Romani Iternactional – IRU/ Office Agency Brazil , por meio do escritório da AMSK/Brasil e de seus delegados/membros do Brasil e da Argentina, AICRON/Brasil, Observatorio de Mujeres Gitanas/AR - BR, Leshjae Kumpanja, ZOR/AR, Federação Romani e Academia de Letras Romani, Urban Nômades e suas representações estaduais , vem por meio desta expressar sua preocupação com a escalada de violência que está acontecendo no estado da Bahia desde o dia 13 de julho de 2021 – no município de Vitória da Conquista e redondezas.   #VidasRomanyImportam  #RomanyLivesImport   “São dias de terror” dizem alguns, outros relatam cenas de chacina, pavor e queima de carros e casas. No meio desse estouro de mais um episódio de violência, estão: um adolescente, mulheres vítimas de arma de fogo, crianças e idosos. Precisamos falar das manchetes midiáticas que retiram a identidade dessas pessoas e coaduna

DIA DA RESISTÊNCIA ROMANI - 16 de Maio

Sinti e Roma sempre lutaram contra a privação de seus direitos e seu registro “racial” desde o início. Eles protestaram contra leis discriminatórias e tentaram obter a libertação de membros da família deportados através de petições ou intervenção pessoal. “Muitos dos nossos homens estavam na Grande Guerra e lutaram pela pátria, assim como por qualquer outra. No entanto, o Dr. Portschy não considerou isso. Dr. Portschy tirou todos os nossos direitos civis ... Sempre fomos católicos romanos e, portanto, vejo-me forçado a apresentar uma queixa de todos nós nos mais altos cargos do governo do Reich. ”(Carta de protesto de Franz Horvath de Redlschlag ao governo do Reich datado de 12.5.1938) Nota: Tobias Portschy, primeiro Gauleiter de Burgenland, foi uma das forças motrizes da “política racial” dirigida aos Sinti e Roma depois do “Anschluß” da Áustria. Poucas semanas depois de escrever a carta, Franz Horvath, 63 anos, foi preso como “manifestante” e deportado para o campo de con

#VidasRomanyImportam

 Sobre o caso: VITÓRIA DA CONQUISTA/BA Hoje, dia 19 julho de 2021 várias reuniões aconteceram e espera-se que tudo corra bem. As perseguições aos dois cidadãos acusados da morte dos dois policiais no dia 13/07 continua e foram elencados como criminosos mais seis membros da mesma família. Várias barreiras foram feitas. Consta também que várias pessoas pertencentes a família dos acusados, seguem presos... OPERAÇÃO MARTINELLI - esse é o nome apresentado de uma operação que começou ano passado, segundo a SSP/BA... https://agenciasertao.com/2021/07/19/policia-ainda-procura-por-seis-envolvidos-em-assassinatos-de-pms-na-zona-rural-de-vitoria-da-conquista/ https://agenciasertao.com/2020/07/16/operacao-prende-acusados-de-participar-do-assassinato-de-irmaos-em-carinhanha/ https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/07/29/homem-suspeito-de-integrar-quadrilha-apontada-como-responsavel-por-morte-de-irmaos-e-preso-na-ba.ghtml Pelo que se pode observar, foram: 2 Policiais mortos; 4 irmãos mortos (send