Pular para o conteúdo principal

Direito dos Povos Romani à Educação - Avançar é preciso

No dia 29 de maio de 2015, em Celebração ao 24 de Maio - Dia Nacional do Cigano, o Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI), realizou evento de discussão sobre o caminhos a serem seguidos para avançar na garantia dos direitos dos povos romani (ciganos) à educação. O evento foi um desdobramento das discussões que vem sendo desenvolvidas desde 2013, a partir dos compromissos assumidos pela SECADI/MEC durante a realização do Brasil Cigano - I Semana Nacional dos Povos Ciganos, ocorrido em Brasília, reunindo cerca de 300 representações romani (ciganas) de 19 estados brasileiros e do DF.



A partir do Brasil Cigano muita coisa aconteceu. Em cumprimento aos compromissos estabelecidos em 2013, em 18 de fevereiro de 2014, a SECADI/MEC pulicou a Portaria n. 10 que instituiu o Grupo de Trabalho para acompanhar a implementação da Resolução CNE/CEB n. 3/2012 que estabelece diretrizes para o atendimento de educação escolar para populações em situação de itinerância, no que se refere especificamente às populações romani (ciganas). O Grupo de Trabalho foi composto por sete representações dos povos romani (ciganos) e teve como objetivo elaborar subsídios para a implementação da Resolução CNE/CEB n. 3/2012 no que se refere ao acesso das comunidades romani (ciganas) itinerantes ao ensino escolar. Após três encontros e uma série de discussões, os resultados do trabalho realizado pelo Grupo foram consolidados na publicação Ciganos - Documento Orientador para os Sistemas de Ensino.

O evento do dia 29 de maio de 2015 marcou o coroamento deste processo. Contou com a presença do Secretário Paulo Nacif, da SECADI/MEC; dos e das representações romani (ciganas) integrantes do Grupo de Trabalho Cigano; de outras representações romani (ciganas) que desenvolvem trabalhos exemplares na área da educação; de pesquisadores/as, professores/as, gestores/as do MEC e de outros ministérios - Ministério da Cultura, Ministério da Saúde e Ministério das Relações Exteriores; de gestoras do Governo do Distrito Federal e do Estado da Bahia; de procuradores e de parlamentares. Celebrou o lançamento oficial da publicação  Ciganos - Documento Orientador para os Sistemas de Ensino, abriu espaço para a apresentação de boas-práticas de inclusão dos povos romani nos sistemas de ensino e para a formulação de encaminhamentos para fortalecer o direito dos povos romani (ciganos) à educação.


















Esta é mais uma vitória... Vitória que é fruto de muito trabalho, diálogo e discussões construtivas, que são tecidas em ambientes onde a vontade de avançar se sobrepõe a todas as diferenças...

Nós da AMSK/Brasil nos orgulhamos de fazer parte deste processo... E seguiremos trabalhando para promover saltos ainda maiores, avanços ainda mais audaciosos, vôos ainda mais altos!

Notícias e matérias sobre o evento disponíveis em:

Ciganos - Documento Orientador para os Sistemas de Ensino - Disponível em:
http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=13788%3Adiversidade-etnico-racial&catid=194%3Asecad-educacao-continuada&Itemid=913




Postagens mais visitadas deste blog

24 DE MAIO - DIA NACIONAL DO POVO ROM (os assim chamados ciganos)

O Dia Nacional do Cigano, 24 de maio, foi instituído por Decreto Presidencial, 25 de maio de 2006, como ação afirmativa para salvaguarda e o respeito a cultura de um povo que faz parte do processo organizativo brasileiro.
As ações da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK) desde o ano 2009 tem se dedicado ao levantamento, sistematização e ampla divulgação de informações sobre o Povo Rom (os assim chamados ciganos) quanto as suas especificidades, tradições, necessidades, condições de vida e obstáculos enfrentados no acesso a direitos fundamentais. E tem pautado os poderes públicos brasileiro para a necessidade do fortalecimento das capacidades dos agentes públicos para interpretação dos direitos e adequação dos serviços relacionados ao atendimento dessa parcela da população brasileira.
A Secretaria de Gestão Estratégia e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS) lançou no dia 10 de novembro de 2016, a cartilha Subsídiospara o Cuidado à Saúde do Povo Cigano, elaborada pelo De…

RNPI MANTEM A LUTA EM DEFESA DA PRIMEIRA INFÂNCIA

Carta aberta ao Ministério dos Direitos Humanos sobre Recomendações ao Brasil feitas no III Ciclo do Mecanismo de Revisão Periódica Universal (RPU) 
A REDE NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA, articulação nacional de organizações governamentais e não-governamentais, comprometida com a defesa e promoção dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade, analisando as Recomendações do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vem expor e requerer o seguinte: 
1. A Revisão Periódica Universal (RPU), criada pela Assembleia Geral da ONU em 15 de março de 2006, pela Resolução 60/251, é importante instrumento para que os 193 Estados membros das Nações Unidas, de forma cooperativa, avancem no cumprimento de suas obrigações de direitos humanos; 
2. Conforme preconiza o artigo 227 da Constituição Federal de 1988, compete à família, a sociedade e ao poder público a proteção integral de crianças e adolescentes no Brasil, além de consagrar nesta Carta Política outras garantias fundamentais como a…

INFORMATIVO ATENDIMENTO A POVOS CIGANOS NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

Como desdobramento da Oficina “SUAS e o atendimento a Povos Ciganos”, realizada no dia 28 de junho de 2017, a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social (SNAS/MDS) lança o Informativo “Atendimento a Povos Ciganos no SUAS”com o objetivo de subsidiar os profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no atendimento adequado aos Povos Ciganos, respeitando suas tradições e cultura. Conhecer um pouco das especificidades dos Povos Ciganos auxilia no combate à discriminação, preconceito e racismo institucional, propiciando maior visibilidade a este povo e garantindo o acesso a benefícios, serviços e direitos.
O documento é resultado do trabalho realizado pelo Departamento de Proteção Social Básica da SNAS/MDS com a colaboração da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil). Fomentar a aplicação da política pública de assistência social para o Povo Rom – os assim chamados ciganos – no país. 
A AMSK/Brasil agradece a todas/os do Povo …