Pular para o conteúdo principal

Comitê Executivo Nacional

                                                               


                                                                   COMUNICADO

O Comitê Executivo Nacional, criado na Plenária Nacional dos Conselhos e Movimentos Sociais contra a Redução da Maioridade Penal, realizada no dia 05 de maio de 2015 em Brasília, no intuito de promover a coesão e a articulação das iniciativas que visam impedir retrocesso nos direitos historicamente conquistados para os adolescentes e jovens, têm a informar que:

 Na Plenária, além do comitê executivo nacional, foram instituídos comitês regionais, formados pela sociedade civil, com o objetivo de coordenar e articular, em seus respectivos âmbitos geográficos de atuação, as diversas iniciativas de enfrentamento à redução da idade penal;

 Foram pactuadas três grandes ações:

 Dia Nacional de Lutas Contra a Redução da Maioridade Penal, a ser realizado em todo o Brasil com ações de caráter local a serem conduzidas pelas coordenações locais conjuntamente pelos conselhos, movimentos e entidades da sociedade civil – 27 de maio;

 Seminário Internacional Contra a Redução da maioridade Penal articulado pelo governo federal e por agencias do sistema das Nações Unidas em parceria com a sociedade civil – data e local a definir; e

 Festival de música e cultura, a ser realizado em Brasília sob a coordenação do Governo Federal em parceria com a sociedade civil - 18 de Junho.

Em relação à primeira atividade conjunta - Dia Nacional de Lutas Contra a Redução da Maioridade Penal - cabe reforçar que seu êxito enquanto mobilização nacional depende de serem realizadas iniciativas de mobilização nos estados e municípios (bairros, ruas, escolas, instituições etc), de maneira a viabilizar envolvimento e repercussão pública em todo o Brasil. Sugerem-se aulas em espaços públicos, caminhadas, seminários, audiências, ações de incidência junto aos parlamentares, ou seja, atividades pacíficas nas quais sejam apresentados argumentos que contraponham o senso comum de que a redução da idade penal diminuirá a violência do Brasil.

Especificamente em Brasília, já está sendo coordenada pelo Comitê Executivo Nacional uma agenda de mobilização que contará com a participação das entidades e movimentos com representação local e com aquelas organizações que puderem enviar representações. Consta da programação o lançamento do portal de serviços www.maioridadepenal.org.br - iniciativa da Fundação Abrinq, em parceria com diversas organizações, que reunirá informações, materiais, fotos, vídeos, cronograma de atividades de mobilização em todo o Brasil, assim como cronograma de atividades da Comissão Especial do Congresso Nacional. Em seguida, será feita uma panfletagem na Rodoviária de Brasília e uma caminhada na Esplanada dos Ministérios até o Congresso Nacional para participação da audiência pública sobre o SINASE.

Está também no plano de trabalho do Comitê Executivo Nacional a organização de uma ação no Congresso Nacional com a participação de organizações e movimentos de todo o Brasil que integram a Movimento Nacional Contra a Redução da Idade Penal. Esta ação deve coincidir com a data de votação da PEC 171/1993 pelo Plenário da Câmara (prevista para daqui 30/60 dias); portanto a data dessa ação somente será definida com a evolução dos trabalhos da Comissão Especial. O Comitê Executivo Nacional apresentará em breve, a metodologia para a articulação desse momento.

Finalmente, cumpre reiterar que a atual conjuntura em torno dessa temática demanda uma união de forças daqueles que nela acreditam e engrossam as fileiras em sua defesa. Somente uma atuação parceira e colaborativa de sociedade civil, governo e demais atores, sobrepujando eventuais e desimportantes desentendimentos ou tensionamentos, poderá coroar com êxito a mobilização nacional em favor da garantia e defesa dos direitos de crianças, adolescentes jovens no Brasil.

Reiteramos a orientação de que todas as atividades devem ser pacíficas e que seus integrantes não devem aceitar qualquer tipo de provocação.

Brasília, 22 de maio de 2015.
COMITÊ EXECTIVO NACIONAL
CONTRA A REDUÇÃO DA IDADE PENAL

Postagens mais visitadas deste blog

COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam

  COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam É preciso dizer #Dosta #Basta   A Union Romani Iternactional – IRU/ Office Agency Brazil , por meio do escritório da AMSK/Brasil e de seus delegados/membros do Brasil e da Argentina, AICRON/Brasil, Observatorio de Mujeres Gitanas/AR - BR, Leshjae Kumpanja, ZOR/AR, Federação Romani e Academia de Letras Romani, Urban Nômades e suas representações estaduais , vem por meio desta expressar sua preocupação com a escalada de violência que está acontecendo no estado da Bahia desde o dia 13 de julho de 2021 – no município de Vitória da Conquista e redondezas.   #VidasRomanyImportam  #RomanyLivesImport   “São dias de terror” dizem alguns, outros relatam cenas de chacina, pavor e queima de carros e casas. No meio desse estouro de mais um episódio de violência, estão: um adolescente, mulheres vítimas de arma de fogo, crianças e idosos. Precisamos falar das manchetes midiáticas que retiram a identidade dessas pessoas e coaduna

#VidasRomanyImportam

 Sobre o caso: VITÓRIA DA CONQUISTA/BA Hoje, dia 19 julho de 2021 várias reuniões aconteceram e espera-se que tudo corra bem. As perseguições aos dois cidadãos acusados da morte dos dois policiais no dia 13/07 continua e foram elencados como criminosos mais seis membros da mesma família. Várias barreiras foram feitas. Consta também que várias pessoas pertencentes a família dos acusados, seguem presos... OPERAÇÃO MARTINELLI - esse é o nome apresentado de uma operação que começou ano passado, segundo a SSP/BA... https://agenciasertao.com/2021/07/19/policia-ainda-procura-por-seis-envolvidos-em-assassinatos-de-pms-na-zona-rural-de-vitoria-da-conquista/ https://agenciasertao.com/2020/07/16/operacao-prende-acusados-de-participar-do-assassinato-de-irmaos-em-carinhanha/ https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/07/29/homem-suspeito-de-integrar-quadrilha-apontada-como-responsavel-por-morte-de-irmaos-e-preso-na-ba.ghtml Pelo que se pode observar, foram: 2 Policiais mortos; 4 irmãos mortos (send

DIA DA RESISTÊNCIA ROMANI - 16 de Maio

Sinti e Roma sempre lutaram contra a privação de seus direitos e seu registro “racial” desde o início. Eles protestaram contra leis discriminatórias e tentaram obter a libertação de membros da família deportados através de petições ou intervenção pessoal. “Muitos dos nossos homens estavam na Grande Guerra e lutaram pela pátria, assim como por qualquer outra. No entanto, o Dr. Portschy não considerou isso. Dr. Portschy tirou todos os nossos direitos civis ... Sempre fomos católicos romanos e, portanto, vejo-me forçado a apresentar uma queixa de todos nós nos mais altos cargos do governo do Reich. ”(Carta de protesto de Franz Horvath de Redlschlag ao governo do Reich datado de 12.5.1938) Nota: Tobias Portschy, primeiro Gauleiter de Burgenland, foi uma das forças motrizes da “política racial” dirigida aos Sinti e Roma depois do “Anschluß” da Áustria. Poucas semanas depois de escrever a carta, Franz Horvath, 63 anos, foi preso como “manifestante” e deportado para o campo de con