Pular para o conteúdo principal

CNPIR 2015 - Fique por dentro



Resolução CNPIR nº 1 de 07/11/2005 - 
REGIMENTO INTERNO 

     A suplência tem condições de ajudar, ocupar seu papel e solicitar transparência das ações. Enquanto o quadro não se renova, a votação de eleição é interna, cabe-nos, sociedade civil organizada, dar visibilidade a ações, para que sejam de fato abertas ao conhecimento de todos os que são diretamente afetados ou historicamente excluídos.

A maioria dos Conselhos; atualmente estão remodelando seus Editais de Convocação, a fim de tornarem públicas as sessões e decisões.
Sendo assim, solicitamos as atas de 2014 para vermos os andamentos, solicitações, interferências e avanços propostos na pauta dos povos de etnia romani – ciganos.


      
Daniel Rolim  (Coordenação de Direitos Humanos e Fundamentais dos Povos de Etnia Romani no Brasil - AMSK/Brasil) e Nilma Lino Gomes - Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República - SEPPIR/PR.
 
  O representante da AMSK/Brasil – Daniel Rolim, suplente da pasta Comunidade Cigana no CNPIR; vem participando das convocações e contribuindo para o avanço da pauta. Essa construção se dá pelo fato de que quando existe boa vontade, direcionamento de propostas pensadas e conversadas dentro das comunidades e família, muitas delas desconhecem o que significa de fato um conselho.
Assim sendo, o primeiro passo é conhecer o Regimento Interno do CNPIR.

Nesse mote de informações, podemos afirmar que um conselheiro do CNPIR, não representa um cargo governamental, não é funcionário do governo e não comanda a pasta; sendo sua atribuição uma importante ferramenta para identificar as necessidades de determinados segmentos, grupos, etnias, comunidades e povos historicamente perseguidos e discriminados, vítimas de racismo; entretanto faz com que a voz dos acampamentos, a voz das famílias e a construção de políticas públicas assim como a valorização das ações afirmativas e por isso é denominado um conselho CONSULTIVO, imperioso no exercício da cidadania.

Acesse o Regimento Interno do CNPIR:


O Conselho

O CNPIR é um órgão colegiado de caráter consultivo e integrante da estrutura básica da SEPPIR. O Conselho tem como finalidade propor, em âmbito nacional, políticas de promoção da Igualdade Racial com ênfase na população negra e outros segmentos raciais e étnicos da população brasileira.
Além de combater o racismo, o Conselho ainda tem por missão propor alternativas para superar as desigualdades raciais, tanto do ponto de vista econômico quanto social, político e cultural, ampliando, assim, os processos de controle social sobre as referidas políticas. O CNPIR é composto por 44 membros entre integrantes de entidades da sociedade civil e representantes do Poder Público.

Para saber mais, acesse o site da SEPPIR/PR e comece a usufruir das informações, veja como contribuir, participe, isso faz com que você comece a entender melhor o que acontece ... sem conversa, com realismo.


Você pode entrar em contato com a Ouvidoria por meio do telefone (61)2025-7001 ou do e-mail ouvidoria@seppir.gov.br .

Pergunte ao Secretário Executivo do CNPIR;
Nome: Felipe da Silva Freitas

Lembrem-se sempre, a informação na fonte, 
evita perda de tempo e evita a ignorância. 
Conhecer é o melhor caminho.

Por isso a AMSK/Brasil, se compromete a manter você sempre informado.

AMSK/Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam

  COMUNICADO PÚBLICO #VidasRomanyImportam É preciso dizer #Dosta #Basta   A Union Romani Iternactional – IRU/ Office Agency Brazil , por meio do escritório da AMSK/Brasil e de seus delegados/membros do Brasil e da Argentina, AICRON/Brasil, Observatorio de Mujeres Gitanas/AR - BR, Leshjae Kumpanja, ZOR/AR, Federação Romani e Academia de Letras Romani, Urban Nômades e suas representações estaduais , vem por meio desta expressar sua preocupação com a escalada de violência que está acontecendo no estado da Bahia desde o dia 13 de julho de 2021 – no município de Vitória da Conquista e redondezas.   #VidasRomanyImportam  #RomanyLivesImport   “São dias de terror” dizem alguns, outros relatam cenas de chacina, pavor e queima de carros e casas. No meio desse estouro de mais um episódio de violência, estão: um adolescente, mulheres vítimas de arma de fogo, crianças e idosos. Precisamos falar das manchetes midiáticas que retiram a identidade dessas pessoas e coaduna

#VidasRomanyImportam

 Sobre o caso: VITÓRIA DA CONQUISTA/BA Hoje, dia 19 julho de 2021 várias reuniões aconteceram e espera-se que tudo corra bem. As perseguições aos dois cidadãos acusados da morte dos dois policiais no dia 13/07 continua e foram elencados como criminosos mais seis membros da mesma família. Várias barreiras foram feitas. Consta também que várias pessoas pertencentes a família dos acusados, seguem presos... OPERAÇÃO MARTINELLI - esse é o nome apresentado de uma operação que começou ano passado, segundo a SSP/BA... https://agenciasertao.com/2021/07/19/policia-ainda-procura-por-seis-envolvidos-em-assassinatos-de-pms-na-zona-rural-de-vitoria-da-conquista/ https://agenciasertao.com/2020/07/16/operacao-prende-acusados-de-participar-do-assassinato-de-irmaos-em-carinhanha/ https://g1.globo.com/ba/bahia/noticia/2020/07/29/homem-suspeito-de-integrar-quadrilha-apontada-como-responsavel-por-morte-de-irmaos-e-preso-na-ba.ghtml Pelo que se pode observar, foram: 2 Policiais mortos; 4 irmãos mortos (send

DIA DA RESISTÊNCIA ROMANI - 16 de Maio

Sinti e Roma sempre lutaram contra a privação de seus direitos e seu registro “racial” desde o início. Eles protestaram contra leis discriminatórias e tentaram obter a libertação de membros da família deportados através de petições ou intervenção pessoal. “Muitos dos nossos homens estavam na Grande Guerra e lutaram pela pátria, assim como por qualquer outra. No entanto, o Dr. Portschy não considerou isso. Dr. Portschy tirou todos os nossos direitos civis ... Sempre fomos católicos romanos e, portanto, vejo-me forçado a apresentar uma queixa de todos nós nos mais altos cargos do governo do Reich. ”(Carta de protesto de Franz Horvath de Redlschlag ao governo do Reich datado de 12.5.1938) Nota: Tobias Portschy, primeiro Gauleiter de Burgenland, foi uma das forças motrizes da “política racial” dirigida aos Sinti e Roma depois do “Anschluß” da Áustria. Poucas semanas depois de escrever a carta, Franz Horvath, 63 anos, foi preso como “manifestante” e deportado para o campo de con