Pular para o conteúdo principal

NOSSA SOLIDARIEDADE A UNION ROMANI, FGS, FAKALI E KAMIRA






Não podemos nos calar e não nos calaremos. A AMSK/Brasil, desde Brasil, vem por meio desta mostrar sua indignação sobre os fatos que acontecem hoje na Espanha e que tentam de forma absurda e errônea, tendenciosa e maléfica, sujar o nome de Associações e Federações que dedicam suas vidas em prol dos Direitos Fundamentais de todo cidadão ou cidadã de etnia romani, seja na Espanha, no Brasil ou no mundo.
Infelizmente, falar ou neste caso latir, como estão fazendo, eis funcionário, que de fato cuspiu no prato que comeu, pessoas como esta ainda existem e contribuem para piorar a grande dificuldade que existe na luta pela pauta dos povos romani. Nos doi ler as palavras de nosso amigo e irmão Juan De Dios Ramirez Herédia, pensar no pessoal do Secretariado Gitano, nas mulheres da Fakali e da Kamira, que superaram muito mais do que as pessoas sequer imaginam para a construção de um mundo melhor. Nos envergonha saber que pessoas como estas, estão em todos os lugares e em todos os países e que ainda direcionam sua ignorancia e sua pobreza de espírito num único sentido: o prejudicar e difamar as pessoas.
Sabemos bem o que é isso, mas concordamos e seguimos o pensamento do presidente da Union Romani da Espanha, seguiremos prontas a fim de impedir que esse tipo de gente suje ou manche nossas tragetórias.
Segue o texto de resposta, desde Espanha – Union Romani.
Elisa Costa
Presidente da AMSK/Brasil

16.07.2014


 
INDIGNADOS Y APENADOS POR LA INFORMACIÓN TENDENCIOSA Y ESENCIALMENTE FALSA PUBLICADA HOY EN EL DIARIO ABC DE SEVILLA ... aqui, em Espanhol.

INDIGNADOS E APENADOS PELAS INFORMAÇÕES TENDENCIOSAS E ESSENCIALMENTE FALSAS, PUBLICADAS HOJE NO DIÁRIO ABC DE SEVILHA.

Da União Romani relatamos que a notícia publicada neste dia, 16 de julho no jornal ABC (Sevilla Edition) deturpa a realidade dos fatos que estão sendo investigados no Tribunal de Instrução n º 10 Sevilla como resultado da queixa pelo Sr. Lagarder Danciu, ex-funcionário em nossa organização que não irá renovar o seu contrato.

Obviamente, o tribunal está agindo com absoluta correção tentando investigar as alegações se, de fato, poderia ser motivo de ofensa. A denúncia foi apresentada por Mr. Lagarder Danciu dia 17 de dezembro de 2012. Desde então, autoridades judiciais estão tentando estabelecer o quanto é verdade ou se são alegações de difamação deste indivíduo. Deve-se lembrar que, embora as calúnias dirigidas principalmente contra as pessoas que têm a responsabilidade de gestão da União Romani na Andaluzia, também se espalhou acusações contra FSG (Fundação Secretariado Gitano), contra a Roma Women Association of University (FAKALI) e da Federação Nacional de Mulheres Gypsy (Kamira).

Tanto quanto nós estamos preocupados, devemos afirmar que a União Romani até neste momento não é cobrada por qualquer ofensa e nem sequer é parte do processo. Pelo contrário, ela está colaborando ativamente com pesquisadores fornecendo evidências para refutar todos os fatos publicados na ABC.

Mas o estrago já está feito. E dói duplamente porque ABC tornou páginas, centenárias no exercício de um jornalismo sério e responsável, para difamar uma organização simples e honesta que jamais fez uso fraudulento de uma peseta, ou um euro agora. Como podemos nos perguntar, a partir do rigor profissional, levar duas páginas de informações com a manchete: UM JUIZ INVESTIGA FRAUDES MILIONÁRIAS EM AJUDAS A UNIÃO ROMANI? Mr. Lagarder Danciu está fazendo uso, e ABC também de uma ordem do Tribunal de Instrução n º 10 Sevilla infringir desejo evidente de machucar assim estabelecido no artigo 301 do Código de Processo Penal que dispõe: "As investigações do sumário será secreta até o julgamento ser aberto ".
Até agora, temos deixado as águas seguirem desde o seu curso natural na confiança de que o Tribunal, uma vez finalizada a investigação, sejam arquivadas, mas em vista dos ataques venenosos que estamos sofrendo com este ex-funcionário da União Romani na Andaluzia, e por aqueles que amparam o jogo, espalhando falsas acusações, anunciamos que vamos tomar todas as ações legais a que nos permite o Código Penal, a fim de salvaguardar a nossa honra, e que sejam punidos os responsáveis ​​por esta censura severa, embora o imenso dano que nos fez seja absolutamente irreparável.

Tradução para o Português – AMSK/Brasil.

Postagens mais visitadas deste blog

24 DE MAIO - DIA NACIONAL DO POVO ROM (os assim chamados ciganos)

O Dia Nacional do Cigano, 24 de maio, foi instituído por Decreto Presidencial, 25 de maio de 2006, como ação afirmativa para salvaguarda e o respeito a cultura de um povo que faz parte do processo organizativo brasileiro.
As ações da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK) desde o ano 2009 tem se dedicado ao levantamento, sistematização e ampla divulgação de informações sobre o Povo Rom (os assim chamados ciganos) quanto as suas especificidades, tradições, necessidades, condições de vida e obstáculos enfrentados no acesso a direitos fundamentais. E tem pautado os poderes públicos brasileiro para a necessidade do fortalecimento das capacidades dos agentes públicos para interpretação dos direitos e adequação dos serviços relacionados ao atendimento dessa parcela da população brasileira.
A Secretaria de Gestão Estratégia e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS) lançou no dia 10 de novembro de 2016, a cartilha Subsídiospara o Cuidado à Saúde do Povo Cigano, elaborada pelo De…

RNPI MANTEM A LUTA EM DEFESA DA PRIMEIRA INFÂNCIA

Carta aberta ao Ministério dos Direitos Humanos sobre Recomendações ao Brasil feitas no III Ciclo do Mecanismo de Revisão Periódica Universal (RPU) 
A REDE NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA, articulação nacional de organizações governamentais e não-governamentais, comprometida com a defesa e promoção dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade, analisando as Recomendações do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vem expor e requerer o seguinte: 
1. A Revisão Periódica Universal (RPU), criada pela Assembleia Geral da ONU em 15 de março de 2006, pela Resolução 60/251, é importante instrumento para que os 193 Estados membros das Nações Unidas, de forma cooperativa, avancem no cumprimento de suas obrigações de direitos humanos; 
2. Conforme preconiza o artigo 227 da Constituição Federal de 1988, compete à família, a sociedade e ao poder público a proteção integral de crianças e adolescentes no Brasil, além de consagrar nesta Carta Política outras garantias fundamentais como a…

INFORMATIVO ATENDIMENTO A POVOS CIGANOS NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

Como desdobramento da Oficina “SUAS e o atendimento a Povos Ciganos”, realizada no dia 28 de junho de 2017, a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social (SNAS/MDS) lança o Informativo “Atendimento a Povos Ciganos no SUAS”com o objetivo de subsidiar os profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no atendimento adequado aos Povos Ciganos, respeitando suas tradições e cultura. Conhecer um pouco das especificidades dos Povos Ciganos auxilia no combate à discriminação, preconceito e racismo institucional, propiciando maior visibilidade a este povo e garantindo o acesso a benefícios, serviços e direitos.
O documento é resultado do trabalho realizado pelo Departamento de Proteção Social Básica da SNAS/MDS com a colaboração da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil). Fomentar a aplicação da política pública de assistência social para o Povo Rom – os assim chamados ciganos – no país. 
A AMSK/Brasil agradece a todas/os do Povo …