Pular para o conteúdo principal

XVIII PRÊMIO ESTADUAL DE DIREITOS HUMANOS

As vezes a vida nos prega algumas peças e nos tira o fôlego, isso aconteceu na vida do Profº Flávio José, mas; ele de certa forma e só Deus sabe como, soube superar. Como? Em parte, não sabemos, mas daquilo que podemos dizer está a resistência. Talvez por ser nordestino, talvez por ter um coração grande, mas pode ser porque aqueles que possuem caráter, como o do professor tem uma grandeza diferente, daquelas que não fazem alarde, trabalham. Sendo assim, desejamos a esse homem, a essa pessoa, cidadão do mundo, caminhante de sua própria estória, toda a felicidade e o respeito do mundo, porque a nossa ele já tem.

AMSK/Brasil


"Este prêmio que me será concedido, é resultado de um trabalho de pesquisa que por mais de 15 anos tenho realizado com os povos tradicionais em situação de itinerância, no nosso país e em especial no nosso estado do Rio Grande do Norte. Na minha condição de professor-pesquisador, educador social, mestre e agora doutorando em educação, busco restituir através das minhas pesquisas e publicações, os direitos dos povos ciganos, a reconstrução da sua história, a recuperação da memória histórica e sua inclusão no mundo dos considerados "estabelecidos". Me sinto feliz e reconhecido pela premiação, que também é um objeto de Educação em Direitos Humanos. Quero agradecer em especial ao grupo do DHnet Direitos Humanos e convidar a todos os amigos (as) , colegas de trabalho, professores, colegas de estudos, familiares e sobretudo aos ciganos e ciganas que dão falas e vidas nas minhas produções acadêmicas. A premiação acontecerá no dia 18/12, às 10 h, no Plenário da Câmara de Vereadores de Natal-RN." Flávio José de Oliveira. Conto com sua valiosa presença.

Postagens mais visitadas deste blog

24 DE MAIO - DIA NACIONAL DO POVO ROM (os assim chamados ciganos)

O Dia Nacional do Cigano, 24 de maio, foi instituído por Decreto Presidencial, 25 de maio de 2006, como ação afirmativa para salvaguarda e o respeito a cultura de um povo que faz parte do processo organizativo brasileiro.
As ações da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK) desde o ano 2009 tem se dedicado ao levantamento, sistematização e ampla divulgação de informações sobre o Povo Rom (os assim chamados ciganos) quanto as suas especificidades, tradições, necessidades, condições de vida e obstáculos enfrentados no acesso a direitos fundamentais. E tem pautado os poderes públicos brasileiro para a necessidade do fortalecimento das capacidades dos agentes públicos para interpretação dos direitos e adequação dos serviços relacionados ao atendimento dessa parcela da população brasileira.
A Secretaria de Gestão Estratégia e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS) lançou no dia 10 de novembro de 2016, a cartilha Subsídiospara o Cuidado à Saúde do Povo Cigano, elaborada pelo De…

RNPI MANTEM A LUTA EM DEFESA DA PRIMEIRA INFÂNCIA

Carta aberta ao Ministério dos Direitos Humanos sobre Recomendações ao Brasil feitas no III Ciclo do Mecanismo de Revisão Periódica Universal (RPU) 
A REDE NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA, articulação nacional de organizações governamentais e não-governamentais, comprometida com a defesa e promoção dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade, analisando as Recomendações do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vem expor e requerer o seguinte: 
1. A Revisão Periódica Universal (RPU), criada pela Assembleia Geral da ONU em 15 de março de 2006, pela Resolução 60/251, é importante instrumento para que os 193 Estados membros das Nações Unidas, de forma cooperativa, avancem no cumprimento de suas obrigações de direitos humanos; 
2. Conforme preconiza o artigo 227 da Constituição Federal de 1988, compete à família, a sociedade e ao poder público a proteção integral de crianças e adolescentes no Brasil, além de consagrar nesta Carta Política outras garantias fundamentais como a…

INFORMATIVO ATENDIMENTO A POVOS CIGANOS NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

Como desdobramento da Oficina “SUAS e o atendimento a Povos Ciganos”, realizada no dia 28 de junho de 2017, a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social (SNAS/MDS) lança o Informativo “Atendimento a Povos Ciganos no SUAS”com o objetivo de subsidiar os profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no atendimento adequado aos Povos Ciganos, respeitando suas tradições e cultura. Conhecer um pouco das especificidades dos Povos Ciganos auxilia no combate à discriminação, preconceito e racismo institucional, propiciando maior visibilidade a este povo e garantindo o acesso a benefícios, serviços e direitos.
O documento é resultado do trabalho realizado pelo Departamento de Proteção Social Básica da SNAS/MDS com a colaboração da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil). Fomentar a aplicação da política pública de assistência social para o Povo Rom – os assim chamados ciganos – no país. 
A AMSK/Brasil agradece a todas/os do Povo …