Pular para o conteúdo principal

La Secretaría brasileña de Políticas de Promoción de la Igualdad Racial (SEPPIR) visita la FSG



La Secretaría brasileña de Políticas de Promoción de la Igualdad Racial (SEPPIR) visita la FSG

14 de Octubre de 2013
FSG Internacional


Una delegación del gobierno brasileño, Secretaría de Políticas de Promoción de la Igualdad Racial (SEPPIR) visitó la FSG el pasado 14 de octubre para conocer de primera mano la experiencia de inclusión social de la población gitana en España. También acudió la Associaçao Internacional Mayle Sara Kalí, organización gitana de Brasilia.
En Brasil, donde se estima que hay aproximadamente 800.000 personas gitanas, el gobierno está comenzando el reconocimiento y el desarrollo de programas de inclusión para la población gitana. Esta visita fue solicitada a la FSG por la Agencia Española de Cooperación Internacional para el Desarrollo (AECID) en el marco de la cooperación bilateral que dicho organismos tiene con Brasil, y con el objetivo de apoyar  el  Proyecto de lucha contra  el racismo y de promoción de la igualdad racial en Brasil. La SEPPIR es un organismo del gobierno federal brasileño, de rango ministerial, que se ocupa de formular, coordinar y articular políticas y directrices para la promoción de la igualdad racial en Brasil, abarcando tanto a población afrodescendiente como a población gitana. Este año celebró su décimo aniversario, periodo en el que ha ido fortaleciendo su labor de manera paulatina, para abordar las desigualdades sociales tan fuertes que existen en el páis y que afectan principalmente a la población no blanca.

La visita a la FSG y a diversas administraciones públicas españolas, tenía como objeto ampliar miras y conocer qué políticas y enfoques han tenido impactos positivos en la población gitana y tenerlas como referencia.

Se puede consultar su reciente publicación “Brasil Cigano. Guia de políticas públicas para ciganos”, traducida al español www.seppir.gov.br


Postagens mais visitadas deste blog

24 DE MAIO - DIA NACIONAL DO POVO ROM (os assim chamados ciganos)

O Dia Nacional do Cigano, 24 de maio, foi instituído por Decreto Presidencial, 25 de maio de 2006, como ação afirmativa para salvaguarda e o respeito a cultura de um povo que faz parte do processo organizativo brasileiro.
As ações da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK) desde o ano 2009 tem se dedicado ao levantamento, sistematização e ampla divulgação de informações sobre o Povo Rom (os assim chamados ciganos) quanto as suas especificidades, tradições, necessidades, condições de vida e obstáculos enfrentados no acesso a direitos fundamentais. E tem pautado os poderes públicos brasileiro para a necessidade do fortalecimento das capacidades dos agentes públicos para interpretação dos direitos e adequação dos serviços relacionados ao atendimento dessa parcela da população brasileira.
A Secretaria de Gestão Estratégia e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS) lançou no dia 10 de novembro de 2016, a cartilha Subsídiospara o Cuidado à Saúde do Povo Cigano, elaborada pelo De…

RNPI MANTEM A LUTA EM DEFESA DA PRIMEIRA INFÂNCIA

Carta aberta ao Ministério dos Direitos Humanos sobre Recomendações ao Brasil feitas no III Ciclo do Mecanismo de Revisão Periódica Universal (RPU) 
A REDE NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA, articulação nacional de organizações governamentais e não-governamentais, comprometida com a defesa e promoção dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade, analisando as Recomendações do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vem expor e requerer o seguinte: 
1. A Revisão Periódica Universal (RPU), criada pela Assembleia Geral da ONU em 15 de março de 2006, pela Resolução 60/251, é importante instrumento para que os 193 Estados membros das Nações Unidas, de forma cooperativa, avancem no cumprimento de suas obrigações de direitos humanos; 
2. Conforme preconiza o artigo 227 da Constituição Federal de 1988, compete à família, a sociedade e ao poder público a proteção integral de crianças e adolescentes no Brasil, além de consagrar nesta Carta Política outras garantias fundamentais como a…

INFORMATIVO ATENDIMENTO A POVOS CIGANOS NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

Como desdobramento da Oficina “SUAS e o atendimento a Povos Ciganos”, realizada no dia 28 de junho de 2017, a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social (SNAS/MDS) lança o Informativo “Atendimento a Povos Ciganos no SUAS”com o objetivo de subsidiar os profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no atendimento adequado aos Povos Ciganos, respeitando suas tradições e cultura. Conhecer um pouco das especificidades dos Povos Ciganos auxilia no combate à discriminação, preconceito e racismo institucional, propiciando maior visibilidade a este povo e garantindo o acesso a benefícios, serviços e direitos.
O documento é resultado do trabalho realizado pelo Departamento de Proteção Social Básica da SNAS/MDS com a colaboração da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil). Fomentar a aplicação da política pública de assistência social para o Povo Rom – os assim chamados ciganos – no país. 
A AMSK/Brasil agradece a todas/os do Povo …