Pular para o conteúdo principal

Ações Internacionais - Espanha.





Expulsado de su partido el Diputado francés que se lamentó de que Hitler no hubiera matado a más gitanos

El fiscal estudia acusarle de incurrir en "apología de los crímenes contra la humanidad"


Guilles Bourdouleix, el Diputado de la Asamblea Nacional francesa, miembro del Partido Unión de Demócratas e Independientes y alcalde de Chalet, ciudad occidental de más de 50.000 habitantes se ha visto obligado a abandonar su partido tras la fuerte presión que sobre él hemos ejercido quienes desde el primer momento manifestamos nuestra repulsa más contundente a sus miserables palabras cuando manifestó que “tal vez Hitler no mató a suficientes gitanos”.

Hasta el Ministro del Interior francés, Manuel Valls, que no se ha distinguido precisamente por ser amigo de los gitanos, ha pedido que el Diputado sea severamente castigado. Y el fiscal del distrito, Yves Gambert, ha abierto una investigación preliminar con el fin de acusarle formalmente del delito de "apología de los crímenes contra la humanidad".

Aparte de la condena que en justicia pudiera corresponderle por su incalificable comportamiento a nosotros nos gustaría que tuviera que pasar unos días en Auschwitz-Birkenau contemplando aquellos barracones, las cámaras de gas y los hornos crematorios que aún se conservan. Y que esto lo hiciera especialmente el próximo día 2 de agosto en que se conmemora el genocidio gitano en recuerdo de la noche del 2 al 3 de agosto de 1944 en la que unas 5.000 personas, en su mayoría mujeres, niños, ancianos y enfermos, fueron enviados a las cámaras de gas, en una noche que se recuerda como "La noche de los gitanos" ("Zigeunernacht", en alemán).


Anabel Torres
Responsable de Comunicación de Unión Romani

Barcelona, 26 de julio de 2013

Postagens mais visitadas deste blog

24 DE MAIO - DIA NACIONAL DO POVO ROM (os assim chamados ciganos)

O Dia Nacional do Cigano, 24 de maio, foi instituído por Decreto Presidencial, 25 de maio de 2006, como ação afirmativa para salvaguarda e o respeito a cultura de um povo que faz parte do processo organizativo brasileiro.
As ações da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK) desde o ano 2009 tem se dedicado ao levantamento, sistematização e ampla divulgação de informações sobre o Povo Rom (os assim chamados ciganos) quanto as suas especificidades, tradições, necessidades, condições de vida e obstáculos enfrentados no acesso a direitos fundamentais. E tem pautado os poderes públicos brasileiro para a necessidade do fortalecimento das capacidades dos agentes públicos para interpretação dos direitos e adequação dos serviços relacionados ao atendimento dessa parcela da população brasileira.
A Secretaria de Gestão Estratégia e Participativa do Ministério da Saúde (SGEP/MS) lançou no dia 10 de novembro de 2016, a cartilha Subsídiospara o Cuidado à Saúde do Povo Cigano, elaborada pelo De…

RNPI MANTEM A LUTA EM DEFESA DA PRIMEIRA INFÂNCIA

Carta aberta ao Ministério dos Direitos Humanos sobre Recomendações ao Brasil feitas no III Ciclo do Mecanismo de Revisão Periódica Universal (RPU) 
A REDE NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA, articulação nacional de organizações governamentais e não-governamentais, comprometida com a defesa e promoção dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade, analisando as Recomendações do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vem expor e requerer o seguinte: 
1. A Revisão Periódica Universal (RPU), criada pela Assembleia Geral da ONU em 15 de março de 2006, pela Resolução 60/251, é importante instrumento para que os 193 Estados membros das Nações Unidas, de forma cooperativa, avancem no cumprimento de suas obrigações de direitos humanos; 
2. Conforme preconiza o artigo 227 da Constituição Federal de 1988, compete à família, a sociedade e ao poder público a proteção integral de crianças e adolescentes no Brasil, além de consagrar nesta Carta Política outras garantias fundamentais como a…

INFORMATIVO ATENDIMENTO A POVOS CIGANOS NO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

Como desdobramento da Oficina “SUAS e o atendimento a Povos Ciganos”, realizada no dia 28 de junho de 2017, a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social (SNAS/MDS) lança o Informativo “Atendimento a Povos Ciganos no SUAS”com o objetivo de subsidiar os profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) no atendimento adequado aos Povos Ciganos, respeitando suas tradições e cultura. Conhecer um pouco das especificidades dos Povos Ciganos auxilia no combate à discriminação, preconceito e racismo institucional, propiciando maior visibilidade a este povo e garantindo o acesso a benefícios, serviços e direitos.
O documento é resultado do trabalho realizado pelo Departamento de Proteção Social Básica da SNAS/MDS com a colaboração da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil). Fomentar a aplicação da política pública de assistência social para o Povo Rom – os assim chamados ciganos – no país. 
A AMSK/Brasil agradece a todas/os do Povo …