Translate

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

PROJETO KALINKA PRESENTE NA FORMAÇÃO DE COMUNICADORAS E COMUNICADORES CONTRA A REDUÇÃO DA MAIOR IDADE PENAL




A Formação de Comunicadoras e Comunicadores contra a Redução da Maior Idade Penal, realizado nos dias 28 e 29 de outubro de 2015, em Brasília-DF, é uma iniciativa do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA), com execução da Flacso Brasil em parceria com Intervozes - Coletivo Brasil de Comunicação, Andi - Comunicação e Direitos, Mídia Ninja, Ciranda Internacional da Comunicação Compartilhada e Vida e Juventude. O evento enfatizou os 25 Anos do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente.





O Projeto Kalinka fez parte da programação, promovendo no dia 28 de outubro a atividade de acolhimento dos cerca de 60 participantes, atuantes na comunicação social em defesa dos direitos da criança e do adolescente, e empenhadas na mobilização contra a redução da maior idade penal.






O evento oportunizou a difusão de informações sobre a diversidade das expressões culturais dos povos romani e as questões afetas ao enfrentamento as violações de direitos humanos promovidas pelo racismo institucional.



Acompanhe as ações. Acesse #NãoàReduçãodaIdadePenal  

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

SEMINÁRIO DIREITOS HUMANOS E POVOS CIGANOS NO DISTRITO FEDERAL


O Núcleo de Enfrentamento à Discriminação da Coordenação dos Núcleos de Direitos Humanos do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (NED/CNDH/MPDFT), em parceria com a Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil) e organismos do Governo do Distrito Federal, realizou no dia 26 de outubro, o Seminário Direitos Humanos e Povos Ciganos no Distrito Federal com o objetivo de fortalecer as capacidades das/os gestoras/es e servidoras/es públicos do poder executivo, legislativo e judiciário, a fim de desenvolver ações afirmativas permanentes que contribuam para a formação de cultura de respeito, ética e solidariedade entre a população de etnia romani e os demais grupos sociais.


A AMSK/Brasil agradece a todas e todos que contribuíram pelo êxito do evento. Em especial (i) ao Promotor de Justiça, Thiago André Pierobom de Ávila, Coordenador dos Núcleos de Direitos Humanos do MPDFT, e a Kássia Zinato, do Núcleo de Enfrentamento à Discriminação, pela oportunidade de promover o conhecimento sobre as questões afetas aos povos romani quanto a enfrentamentos ao racismo e a violações dos direitos humanos; e (ii) a Profa. Priscila Paz Godoy pelo resultado dos seus estudos e pesquisa como contribuição a elaboração de ações afirmativas de combate ao racismo, ao preconceito e a discriminação.

O evento oportunizou a difusão de dados e informações pautados na realidade de vida dos romani, e também propiciou o conhecimento da diversidade das expressões culturais (idioma, música, dança, artesanato, e culinária) dessa população com a apresentação do vídeo educativo do Projeto Kalinka da AMSK/Brasil.




O Programa Cozinha dos Vurdóns da AMSK/Brasil promoveu aos participantes a degustação das comidas típicas e do Tcháio Romanô (chá cigano).



Como lembrança do acontecimento a AMSK/Brasil disponibilizou aos participantes a publicação Datas de Celebração e Luta pelos Direitos dos Povos Romani (Ciganos) com a finalidade de disseminar informação sobre a história dessa população. E a informação é um instrumento fundamental para superação do preconceito, do racismo e da discriminação.


Acesse...

Direitos dos povos ciganos são debatidos no MPDFT 

Ministério Público do DF debate direitos dos povos ciganos 



segunda-feira, 12 de outubro de 2015

DIREITOS HUMANOS E POVOS CIGANOS


AMSK/Brasil

DIA 12 DE OUTUBRO; A PADROEIRA DOS CIGANOS DO BRASIL


É com muito carinho, que muitos ciganos festejam suas crianças, no dia de hoje e tem como devoção Nossa Senha Aparecida, a mãe morena.

cuida de nossas crianças;

AMSK/Brasil

Gitanos Invisibles





Gracias - as ciganas espanholas falam de estruturas que muitas vezes esquecemos.

Mas são verdades de fato.




El Tribunal Europeo de Derechos Humanos avala el matrimonio gitano. (2ª ...





O rito do Casamento.

Não as falácias e o pitoresco que apresentam ultimamente.



Vale a pena acompanhar essa defesa fenomenal.



AMSK

El Tribunal Europeo de Derechos Humanos avala el matrimonio gitano. (1ª ...





Reprodução AMSK/Brasil ... Um ponto que em breve, iremos discutir no Brasil, o direito aos casamentos tradicionais.