Translate

domingo, 28 de setembro de 2014

EDUCAÇÃO PARA TODOS E PARA OS CIGANOS TAMBÉM



Coisas muito boas vem por aí. O terceiro encontro do Grupo de Trabalho de Educação Cigana, aconteceu em Brasília, 24 e 25 de setembro, no MEC. Vale a pena esperar para ver os resultados.
Tranquilo e equilibrado, o trabalho pode ser desenvolvido levando em consideração a busca igualitária, o respeito e a construção respeitosa entre o povo romani (ciganos) e o governo.
Não é o que uma pessoa pode fazer, é respeitar o que várias pessoas podem construir de novo, a fim de resolver velhos problemas, sem entrar na disputa de holofotes... 

AMSK/Brasil 

CIDADANIA E JUSTIÇA

Encontro prepara guia para alfabetização de povos ciganos


#EDUCAÇÃOPARATODOS

O MEC reuniu-se com líderes ciganos para discutir a implementação de atendimento escolar à população estimada em 900 mil pessoas.

De acordo com as diretrizes definidas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), a matrícula dos estudantes em situação de itinerância deve ser realizada, seja no ensino público ou privado, sem qualquer forma de embaraço ou preconceito.

Embora os ciganos tenham tradição no País, eles ainda não passaram pelo censo do IBGE, justamente pela itinerância que dificulta o atendimento.

Saiba mais em http://bit.ly/1t1vvIs

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Palabra de Gitano en Argentina

 



Comunidad Gitana Española que vive hace mas de 30 años en Argentina
(Quité la opción de comentarios porque el fin del video es mostrar otras
nacionalidades en Argentina y no el debate de insultos y demás...espero
que les guste la edición del video )



Os Calons.



AMSK/Brasil

matéria sobre o casamento cigano exibida no dia 03 de setembro de 2014 (...



 



Casamento Calon.



AMSK/Brasil

Matéria sobre o casamento cigano exibida no dia 02 de setembro de 2014 (...



 



Outra tradição que vale a pena conhecer.



Uma tradição dos Calons no Brasil.



AMSK/Brasil

terça-feira, 2 de setembro de 2014

CNPIR - ELEIÇÕES PARA O BIÊNIO 2014/2016



Conselho da Igualdade Racial seleciona organizações da sociedade civil para o biênio 2014/2016.


Data: 02/09/2014 


As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 30/9, por via postal. Entidades da sociedade civil, interessadas em compor o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial – CNPIR, no biênio 2014/2016, tem até 30 de setembro para apresentar sua candidatura. De acordo com o edital, publicado ontem (02/09) no Diário Oficial da União, 19 organizações serão incorporadas ao órgão colegiado, que tem caráter consultivo e na estrutura básica da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República – SEPPIR/PR.
 
As vagas serão preenchidas a partir das especificações do Edital para as categorias “População Negra” - Organizações gerais do Movimento Negro; “Representativas de segmentos” - Comunidades de Terreiro; Juventude; Mulheres; Quilombolas; Trabalhadores(as); e “Temáticas” - Comunicação, Educação, Pesquisa, Meio Ambiente ou Saúde; Povos indígenas; Comunidades Ciganas; Comunidade Judaica e Comunidade Árabe.


As organizações interessadas devem encaminhar documentação completa para o endereço:

“Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial / Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial – ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS - BLOCO A - SALA 522, 5º ANDAR, CEP: 70.054-906, BRASÍLIA-DF”.


É necessário também identificar o envelope: “Edital nº 4, de 29 de agosto de 2014 – Seleção de organizações da Sociedade Civil sem fins lucrativos para integrar o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR) – Biênio 2014-2016”


Além da inscrição, o processo seletivo terá mais duas etapas: habilitação e seleção. Nesta última fase, todas as redes e entidades consideradas aptas tem direito a voto em todas as categorias.


CNPIR


Coordenado pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), o CNPIR é um órgão colegiado, de caráter consultivo, que tem por finalidade propor, em âmbito nacional, políticas de promoção da igualdade racial com ênfase na população negra e outros segmentos raciais e étnicos da população brasileira.

O Conselho ainda tem por missão propor alternativas para a superação das desigualdades raciais, tanto do ponto de vista econômico quanto social, político e cultural, ampliando, assim, os processos de controle social sobre as referidas políticas. O CNPIR é composto por 22 órgãos do Poder Público Federal, 19 entidades da sociedade civil selecionadas através de edital público, e por três notáveis indicados pela SEPPIR.

Quem poderá se candidatar à próxima eleição do CNPIR?

As redes e organizações que comprovarem:

  • Atuação no enfrentamento ao racismo, na promoção da igualdade racial e na defesa, garantia e ampliação dos direitos da população negra e de outros segmentos étnico-raciais;
  • Que Tenham pelo menos três anos de funcionamento, com atuação nacional ou regional comprovada, de acordo com o que segue: Nacional – (a) redes ou organizações que tenham filiadas ou seções em no mínimo em 13 (treze) Estados de 03 (três) regiões do País; Regional – redes e organizações com filiadas ou seções em pelo menos 70% dos estados da região respectiva;
  • Redes ou organizações que, embora sediadas em uma única localidade, tenham reconhecida atuação nacional, observados os seguintes critérios: a) execução de ações e/ou atividades comprovadas de âmbito nacional; ou b) manutenção de canal de comunicação (site, blog, portal, jornal impresso ou eletrônico) através do qual a rede ou organização estabeleça o diálogo com a sociedade civil de todo país.
Quais categorias da sociedade civil podem fazer parte da nova composição do CNPIR?

  • População Negra: Organizações gerais do Movimento Negro;
  • Representativas de segmentos: Comunidades de Terreiro; Juventude; Mulheres; Quilombolas; Trabalhadores(as);
  • Temáticas: Comunicação, educação, pesquisa, meio ambiente ou saúde; Povos indígenas; Comunidades Ciganas; Comunidade Judaica e Comunidade árabe.
Coordenação de Comunicação da SEPPIR

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

PRÊMIO CULTURAS CIGANAS 2014



Edital do MINC premiará ações de cultura cigana

Ministério da Cultura (MinC), em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR/PR), acaba de lançar a 3ª edição do Prêmio Cultura Ciganas, que reconhecerá e estimulará ações de pessoas físicas ou jurídicas sem fins lucrativos voltadas à preservação e proteção das culturas dos povos ciganos do Brasil. O edital do prêmio foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira. As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de outubro.
Serão concedidos 60 prêmios de R$ 14.285,72. Destes, serão 15 para pessoas físicas ciganas, 35 para grupos e comunidades ciganas sem constituição jurídica e 10 para instituições privadas sem fins lucrativos integradas por indivíduos pertencentes a qualquer etnia cigana e reconhecidas por sua contribuição social e cultural à cultura cigana. No total, serão investidos na ação o montante de R$ 857.107,20, derivados do Programa 2027 – Preservação, Promoção e Acesso à Cultura, da Administração Direta.
Poderão participar do prêmio iniciativas realizadas nas seguintes áreas: celebrações e festas; músicas, cantos e danças; línguas dos povos ciganos; narrativas simbólicas, histórias e outras narrativas orais; educação e processos próprios de transmissão de conhecimentos; medicina tradicional; manejo, plantio e coleta de recursos naturais; culinária; jogos e brincadeiras; arte, produção material, artesanato, vestuário e joalheria; pinturas, desenhos, grafismos e outras formas de expressão simbólica; formas de habitação tradicionais; documentação, registro, mapeamento e memória; textos escritos; teatro e histórias encenadas; audiovisual, CDs, cinema, vídeos, sites e outros meios eletrônicos e de comunicação; e outras formas de expressão próprias da cultura cigana.
As inscrições para o prêmio devem ser feitas por via postal (com entrega rápida ou aviso de recebimento), com o envio da ficha de inscrição e anexos previstos no edital para o endereço:

Prêmio Culturas Ciganas – 3ª Edição
Edital de Divulgação nº 01
Caixa Postal 8645

Ministério da Cultura
Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural
Edifício Parque Cidade Corporate
SCS QD. 9, Lote C, Torre B, 9º andar
Brasília (DF) – CEP: 70.308-200

Esta é a terceira edição do Prêmio Culturas Ciganas. Na primeira edição, em 2007, foram concedidos 20 prêmios de R$ 10 mil. Na segunda edição, em 2010, foram 30 prêmios, também no valor de R$ 10 mil.
Alessandro Mendes

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura