Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

INFORME - CONVENÇÃO 169 DA OIT

Imagem
CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO E DESENVOLVIMENTO RURAL
54ª Legislatura - 4ª Sessão Legislativa Ordinária

PAUTA DE REUNIÃO ORDINÁRIA
AUDIÊNCIA PÚBLICA
DIA 03/06/2014  LOCAL: Anexo II, Plenário 06
HORÁRIO: 14h30min
A - Audiência Pública:
Tema:
"Debater sobre a revogação do Brasil à subscrição da Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT)".

Convidados:
LUIZ ALBERTO FIGUEIREDO MACHADO - Ministro de Estado das Relações Exteriores - MRE;(confirmado)
Coronel RODRIGO MARTINS PRATES - Assessor da Seção de Políticas Setoriais da Subchefia de Política e Estratégia do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, representando o Ministro da Defesa;(confirmado)
General MAYNARD MARQUES DE SANTA ROSA - Oficial da Reserva das Forças Armadas; (confirmado)
EDWARD MANTOANELLI LUZ - Antropólogo. (confirmado)
LORENZO CARRASCO - Jornalista e Escritor;(confirmado) e

Dra…

PFDC participa de evento sobre povos e comunidades tradicionais em BH

TRECHOS DA HISTÓRIA II

Melo Morais Filho (op. cit.) coletou mais de 500 trovas de autoria dos ciganos. Ele as dividiu em três tipos: as elegíacas (kachardins), mais propriamente tristes e que primam pelo subjetivismo e pela sentença; líricas (kambulins) e as funerárias (merendins). Vejamos exemplo de cada uma delas, na ordem citada:

Até nas flores se encontra
A diferença na sorte!
Umas enfeitam a vida,
Outras enfeitam a morte!

De contínuo ver frustrar
Tanta crença e esperança,
Té de um Deus a fé se perde,
Quem espera e não alcança.

Como as aves vagueiam
No seio da noite escura,
Assim serão meus suspiros
Sobre a tua sepultura.

TRECHOS DA HISTÓRIA

E louvando em um dos maiores ciganólogos brasileiros: “...o cruzamento com as três raças existentes efetuou-se, sendo o cigano a solda que uniu as três peças de fundição da mestiçagem atual do Brasil”. (Mello Morais Filho, Os ciganos no Brasil, p. 27)

E vou afirmar agora e em outras páginas deste trabalho que cigano nunca foi escravista e que levou a culpa sem reclamar.

Deus! Ó Deus! Onde estás que não respondes?
Em que mundo, em qu’estrela tu t’ escondes
Embuçado nos céus?
Há dois mil anos te lancei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito...
Onde estás, Senhor Deus?...

Que tem este poema e os ciganos em comum? Há estreita relação. Primeiramente, o poema é de Castro Alves[2] (1847-1871), em Vozes d’África. Inicio por ele porque diz muito. É uma metáfora que lembra Jesus pregado na cruz, quando, segundo o Evangelho, em desespero e dor teria perguntado: “Pai, por que me abandonaste?” Castro Alves, com sua vibrante poesia, fez um apelo à sensibilidade dos homens para que…

MARCO DA EDUCAÇÃO POPULAR

22.05.2014 - Ministro Gilberto Carvalho assina portaria que institui o Marco da Educação Popular22 de Maio de 2014 Na manhã desta quinta-feira, 22, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República (SG-PR), Gilberto Carvalho, assinou a portaria que institui o Marco de Referência da Educação Popular para as Políticas Públicas. A assinatura aconteceu durante o Seminário Nacional de Educação Popular em Saúde, que integra a programação da Arena de Participação Social, que está sendo realizada no Centro Internacional de Convenções de Brasília (DF).

A educadora Nita Freire, mestre e doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP) foi homenageada durante o lançamento do Marco. “Para mim é uma honra estar nesta solenidade do Marco de Referência da Educação Popular para as Políticas Públicas, que é, na verdade, uma homenagem a Paulo Freire. Isso muito me alegra,  ver o Paulo valorizado, aproveitado e introduzido como uma referência em uma pol…

DIA NACIONAL DOS CIGANOS

Imagem
AMSK/Brasil

Retrato humano de um monstro

Imagem

Richard Wagner: o gênio musical e a sombra do antissemitismo

Imagem

DIA NACIONAL DO CIGANO - 2014

Imagem
Dia 24 de maio se aproxima. Nele, a certeza de uma construção que caminha para frente. Com ele a possibilidade de uma vida mais equilibrada, mais real e antes de tudo, mais verdadeira para a pauta cigana no Brasil.
A valorização da cultura de um povo, de uma nação, passa pelo reconhecimento de toda uma identidade.
AMSK/Brasil, ajudando a construir um Brasil Romani, de fato e de direito.

CIGANOS NO PANAMÁ

Imagem
Delegação brasileira Entre os delegados de 22 países da América Latina e Caribe, estão presentes os representantes brasileiros: o presidente Nacional da Pastoral dos Nômades do Brasil – Mobilidade Humana, dom José Edson Santana Oliveira; Dom Jose Carlos  Chacorowski,  da pastoral Rodoviária; padre Wallace Zanon, padre Jorge Pierozan, Zanata Dantas e Marcondes Dantas, da Pastoral dos Nômades, e as religiosas Rosita Milesi e Claudina Scapini, do Setor de Mobilidade Humana da CNBB.   http://www.saojudasbh.com.br/Noticia/452  AMSK/Brasil

CONSTRUINDO UMA IDENTIDADE II

Imagem